Vida por Vidas: jovens adventistas convidam a população a doar sangue para o Hemoba

lucas-guimaraes
O jovem Lucas Guimarães dando o exemplo.

Neste sábado, 21 de março, a partir das 8 horas da manhã, acontecerá em Teixeira de Freitas a edição do Projeto Vida por Vidas, da Igreja Adventista do Sétimo Dia, que existe desde 2005, com a proposta de contribuir com os hemocentros através do incentivo à doação de sangue durante a Páscoa.

A iniciativa voluntária não tinha a intenção de ser o sucesso que se tornou, mas, por onde passou o Vida por Vidas as doações contribuíram para que os hemocentros atingissem suas necessidades de estoque, por isso, desde então, anualmente a igreja promove o projeto, que ocorre em diversas regiões do Brasil.

Conforme consta no site do projeto, dentre as razões que motivaram a iniciativa, está: “Por vezes vemos os meios de comunicação convocando doadores em virtude das necessidades dos bancos de sangue. Ao nos depararmos com esta realidade, nos identificamos, e descobrimos que o mínimo que podemos fazer é demonstrar solidariedade.” E ainda esclarece que, “somos sabedores da importância do ato de doar sangue, e como o sangue doado não faz a menor falta para o doador, pois a reposição é feita em pouco tempo pelo próprio organismo, então nada justifica que as pessoas deixem de doá-lo”.

No país, diariamente, são necessárias, em média, 5.500 bolsas de sangue, segundo dados de 2014, sendo que as campanhas são incessantes a fim de conscientizar as pessoas sobre a necessidade extrema de doar não somente quando parentes ou amigos precisam, mas, periodicamente, ajudando a manter os bancos de sangue abastecidos. Essa realidade não é diferente em Teixeira. O Hemoba sempre realiza campanha de doação, bem como entidades de classe da cidade.

siteDesta vez, a Igreja Adventista local está a frente de uma campanha que está sendo maciçamente divulgada em toda cidade. A edição do Vida por Vidas em Teixeira está sob tutela dos 1.500 jovens que compõem o corpo de membros da igreja, que, no total, tem cerca de 3.000 integrantes somente na cidade. De acordo com Lucas Guimarães, um dos jovens envolvidos na coordenação e execução do projeto, “neste sábado, 21 de março, é o Dia Mundial do Jovem Adventista. Nós, jovens, fomos desafiados a fazermos o bem para nossa comunidade ao invés de ficarmos entre as paredes das igrejas. Por isso, motivados, estaremos fazendo diversos tipos de ações sociais, entre elas, a tenda de oração, abraços grátis, ‘Posso orar por sua viagem’ e a grande mobilização do projeto Vida por Vidas”.

A campanha conta com o apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) local e os jovens têm se empenhado na divulgação a fim de que um número significativo de pessoas compareça ao Hemoba no sábado, das 8 às 16h, para doar sangue. Ainda segundo Lucas, a divulgação “está sendo realizada por entrega de panfletos nos semáforos, conscientização pelos programas de rádio e de TV, principais sites da região, além das mídias sociais como Facebook, Instagram e WhatsApp”.

O objetivo da ação é conseguir atingir a meta de 150 bolsas de sangue no sábado, e, embora o evento aconteça somente naquele dia, busca-se conscientizar as pessoas para a importância de doar periodicamente. Lucas, em nome dos jovens adventistas, pede para que “toda a população possa estar fazendo parte deste ato de amor”.

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) em Teixeira de Freitas está localizada na rua Massanori Nagao, 355,Centro.

Para doar é preciso

Ter entre 18 e 65 anos de idade;

Gozar de boa saúde;

Estar alimentado;

Pesar acima de 50 quilos;

Apresentar um documento de identidade com foto;

Ter dormido pelo menos 6 horas na noite anterior à doação;

Não ter realizado exercícios físicos antes da doação;

Não ter colocado piercing ou feito tatuagem nos últimos doze meses;

Evitar fumar 2 horas antes da doação;

Tenha doado sangue há mais de 60 dias (homem) ou 90 dias (mulher) ;

Não tenha ingerido bebida alcoólica nas 24 horas que antecedem a doação ;

Já tenha se passado 90 dias do parto normal e 180 dias da cesariana ou aborto.

 Quem não pode doar

Gestante;

Quem tenha tido a doença de Chagas ou contato com o inseto barbeiro;

Que tenha tido Hanseníase;

Quem tenha tido malária ou estado em região de malária nos últimos 6 meses;

Quem tenha ou tenha tido hepatite após os 10 anos de idade;

Quem tenha sífilis;

Quem seja Epilético;

Usuário de drogas;

Quem estiver com febre, gripado ou fazendo uso de medicamentos;

Aquela que estiver amamentando, a menos que o parto tenha ocorrido a mais de 12 meses.

 Por Carla Félix/ Pauta Diária