Por volta dos cinco anos, as crianças começam a observar com mais clareza e curiosidade o mundo ao seu redor. Passa a fazer perguntas sobre todas as coisas e desenvolve teorias para os fenômenos que vê.

É muito importante aproveitar esse momento-chave para fazê-lo conhecer e respeitar a natureza e as pessoas que o rodeiam. O Guia da Família produzido pelo programa Primeira Infância Melhor, do Rio Grande do Sul, traz algumas dicas nesse sentido. Confira:

A criança deve aprender a conhecer a natureza, preservá-la e apreciar sua beleza.

Permita que seu filho cuide sozinho de pequenas plantas e observe o que faz durante essa atividade.

Nesta idade são comuns perguntas como: “Por que o sol se esconde?”, “De onde sai a água?”, “De onde vem meu irmãozinho?”. Explique de forma simples e verdadeira. Caso não saiba a resposta, diga que vai descobrir e depois lhe dizer. E faça isso mesmo. O mais importante é não deixar nenhuma pergunta sem resposta.

Desde pequeno, seu filho gostará de fazer experimentos:

1) Coloque um grão de feijão sobre um algodão úmido. Observe durante vários dias junto com ele, para que diga o que acontece.

2) Por que a roupa seca quando o sol esquenta?

Ensine-o a cuidar dos jardins, parques e pátios que você visita com ele. Assim aprenderá a respeitar a natureza e conservar sua beleza.

A criança convive em um meio social que começa com a própria família e a casa. Ensine seu filho a conviver, conhecer e a respeitar o seu ambiente.

Comente com ele como está formada sua família, o que cada um faz na casa e no trabalho.

Pouco a pouco seu filho vai conhecer onde vive e os lugares mais importantes. Faça com que se sinta parte de sua comunidade, participando das atividades do bairro.

Fale com ele sobre os diferentes trabalhos e profissões que as pessoas próximas a ele realizam: professor, médico, enfermeira, padeiro, pintor e agricultor. Saliente o respeito e a consideração que todos merecem.

Incentive seu filho a manter relações de igualdade e de respeito com as pessoas.

A diversidade chama a atenção da criança nesta idade. É importante que você saiba tolerar e compreender essas diferenças, pois assim estará ajudando seu filho a conviver sem preconceitos e a conviver melhor com todos.

Converse com seu filho sobre as diferenças que existem entre as pessoas e que elas devem ser respeitadas. Também é fundamental que ele compreenda que todos têm direitos iguais; independente de características étnicas, religiosas, identidade sexual, faixa etária, nível socioeconômico e cultural.