Tingimento de frangos põe em risco saúde do consumidor

Técnicos do escritório da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) de Eunápolis identificaram, em pelo menos duas cidades da microrregião (Eunápolis e Porto Seguro), uma fraude que está ocorrendo na venda direta de frangos abatidos ao consumidor. A manipulação pode causar sérios danos à saúde humana.

Frango congelado tingido para ser vendido como frango caipira, que custa mais caro | Foto: Reprodução
Frango congelado tingido para ser vendido como frango caipira, que custa mais caro | Foto: Reprodução

A fraude é feita para dar ao frango de granja e abatido em unidade industrial – frigoríficos -, aparência de ave caipira. Essa característica é maquiada com o tingimento da ave do frigorífico, em tintura corante amarela. Para isso, esses comerciantes compram os frangos em estabelecimentos fornecidos pelo frigorífico, ou do próprio frigorífico, os desembalam e os tingem com o corante, reembalam, e os comercializam a seguir, como se fossem caipiras.
De acordo com o veterinário André Pereira da Silva, da Adab, esse processo é altamente perigoso para o consumidor, uma vez que a ave abatida é retirada da embalagem original, que é feita atendendo normas de higiene dos órgãos fiscalizadores e sob a inspeção de um técnico, e depois manuseada em condições que não se conhecem, sem nenhuma inspeção sanitária. Além disso, são usados corantes cuja procedência é desconhecida.

“Os riscos são diversos. Primeiro, a gente não sabe que tinta foi utilizada, como foi preparada, se é tóxica ou não. Além disso, através do manuseio inadequado podem ser transmitidas diversas doenças, como a salmonela”, alerta André.
O veterinário faz questão de esclarecer ainda que o órgão estadual, assim como a vigilância Sanitária, ao combater esse tipo de comércio irregular, não quer prejudicar o comércio de ninguém. “Não queremos atrapalhar o comércio de quem vende o alimento, queremos que ele continue vivendo do comércio, mas de forma legal, que não prejudique a saúde das pessoas. Assim, o nosso objetivo é resguardar a saúde do consumidor”, reitera. Fonte: Radar 64