Temperamento infantil: compreenda a personalidade do seu filho

temperamento-infantilDesde o nascimento, a criança possui sua própria personalidade. Algumas sorriem e são curiosas. Outras são irritadiças e temerosas. Mesmo bebês com poucas semanas de vida apresentam diferenças.

O comportamento e as reações das pessoas a diferentes situações são influenciados, em parte, por seu temperamento. Todas as crianças nascem com uma tendência a determinado tipo de temperamento.

Algumas características do temperamento incluem: nível de atividade (a criança é (hiper) ativa?); sentimentos de medo, frustração e tristeza (a criança torna-se facilmente temerosa, frustrada e triste?); reações ao desconhecido (a criança sente-se confortável na presença de estranhos e de situações novas?); nível de atenção e concentração (a criança presta atenção e concentra-se em uma tarefa?).

Há vantagens e desvantagens relacionadas aos diferentes tipos de temperamento. Por exemplo, a criança temerosa e inibida tende a compreender melhor os sentimentos de outras pessoas, mas tem também maior probabilidade de tornar-se ansiosa e depressiva.

Felizmente, embora as crianças nasçam com tendências para determinado temperamento, podem aprender a superar os aspectos mais desafiadores. Aprender a gerenciar seus impulsos pode ajudar a criança a ter sucesso na escola (e, posteriormente, no trabalho e em seus relacionamentos). A criança que aprende a gerenciar seus impulsos consegue manter a atenção por períodos mais longos e permanecer concentrada em uma tarefa.

A capacidade de controlar impulsos não surge naturalmente em todas as crianças. Mas entre 1 e 5 anos de idade, a criança aprende a desenvolver essa capacidade. Os pais podem ajudar aprendendo sobre o temperamento de seu filho e adaptando seu comportamento e suas exigências.

O que pode ser feito…

1) … se seu filho é ansioso, temeroso e retraído quando enfrenta novas situações ou pessoas desconhecidas?

– Estimule-o a explorar novos ambientes e situações;

– Tente não ser superprotetor;

– Seja gentil com seu filho quando for necessário discipliná-lo. Oriente-o impondo limites de uma forma afetuosa.

2) … se seu filho é destemido e corre muitos riscos?

– Seja afetuoso e amoroso;

– Estabeleça limites firmes;

– Garanta a consistência de sua rotina diária.

3) … se seu filho age antes de pensar, se ele é impulsivo?

– Elogie-o quando ele mostrar bom comportamento;

– Seja gentil ao discipliná-lo.

4) … se seu filho acha difícil prestar atenção ou ficar concentrado em uma tarefa?

– Dê o apoio necessário para que ele realize a tarefa;

– Ajude-o quando ele ficar frustrado.

5) … se seu filho mostra-se frequentemente ativo quando é hora de ficar calmo e em silêncio?

– Ensine comportamentos que são socialmente mais aceitáveis e dê exemplo.

Assista: Personalidade e criação podem formar crianças que mandam em casa