Teixeira de Freitas se prepara para a segunda edição do Festival Gastronômico

Teixeira de Freitas está se preparando para um dos eventos mais esperados da região, sendo que diversidade e novidade são os ingredientes para o Sabores de Teixeira. A segunda edição do festival gastronômico da cidade, mais do que proporcionar o incremento no cotidiano dos estabelecimentos locais, que estão participando de cursos de qualificação, é mais uma estratégia de valorização da plural cultura teixeirense e um ótimo pedido para o estreitamento de laços entre a comunidade e os traços que formam seus costumes.

festivalO Festival, que é uma realização da Prefeitura Municipal e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), vai acontecer de 10 a 21 de setembro com quatro categorias: prato principal, lanche, petisco e sobremesa. Visitantes, moradores, amigos, casais, famílias devem ficar atentos e preparar desde já o circuito para conhecer todas as delícias de 2014.

Quem participou da primeira edição sabe que é muito fácil participar e os pratos do Festival têm preço tabelado. Neste ano são mais de 30 estabelecimentos que utilizarão produtos típicos da cidade e região para compor seus pratos, os valores são promocionais e válidos somente para os pratos inscritos no Festival. Confira os preços e se programe: prato principal R$ 28 a 35; petisco R$ 22 a 28; lanche R$ 10 a 18; sobremesa R$ 5 a 10.

As equipes dos restaurantes, docerias, lanchonetes e demais estabelecimentos já estão com a mão na massa, se preparando para o Festival. O início dos cursos, que estão sendo ministrados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) foi nessa quarta-feira (20), e os temas são: Higiene e Manipulação de Alimentos; Qualidade do Atendimento; Técnica de Serviço em Bebidas; e Gestão Financeira. Tudo está sendo preparado para que as delícias típicas surpreendam visitantes e, até mesmo, quem já conhece os frutos da terra.

O Sabores de Teixeira é uma oportunidade para se divertir, para conhecer novos sabores, para reencontros e, também, para valorização e fomento à economia local. (Da redação)