Tag: coletânea de poemas

No Dia da eleição Chega um Capiau Na zona eleitoral E pergunta para um dos eleitores: _Quem foi que morreu? Não foi parente meu! O outro responde: _ Seu Zé do caixão você está bêbado? _ Uai eu tô mais intendido qui você! Purque me falarum qui iam colocar o hômi na urna… qui outra urna a não ser a  funerária! E eu como não gosto...
Remanescente Sufrágios, acasos, pequenos homens náufragos, Cúmplices primários de uma esperança Soçobrada... À mercê de ventos e mares Contrários... Pecados veniais praticados Por Vespúcio e sua comitiva, de capitães, religiosos, Homens-soldados... O “Paraíso Terrestre” outrora imaculado, De pureza inigualável, Cairia como um corpo tombado... Atracavam em meu porto, nos idos anos de 1503, Caras e velas enoveladas, De pessoas ensoberbadas, Numa espécie de venda a varejo, Em pequenas doses... Um céu agora acinzentado, Tristes evidências de um...