Esse tipo de pessoa pode estar mais parto do que  se imagina, quando você pensa em sociopata, pensa em assassinos em série de filmes, saiba que o sociopata é bem mais sutil do que esse comportamento. A psicopatia, ou distúrbio de personalidade antissocial, pode se manifestar de diversas maneiras, umas mais explícitas e outras mais disfarçadas.

Os especialistas consideram que quem sofre deste distúrbio de personalidade tende a ser impulsivo, ignorar responsabilidades e, em muitos casos, não ter consciência.

Importa ressaltar que a sociopatia não é o mesmo que psicopatia. O Dr. Donald W. Black explica ao site Health que “teoricamente todos os psicopatas são antissociais, mas nem todos os antissociais são psicopatas.” Ele considera que a psicopatia é o caso mais extremo do comportamento antissocial.

Se você suspeita que alguém conhecido é um sociopata, conheça as nove principais características mais comuns destas pessoas:

1. Falta de empatia – especial incapacidade de sentir remorso pelas suas ações;

2. Dificuldade em criar laços emocionais e manter relações. Geralmente tendem a fingir ligações com as pessoas na sua vida e as relações são muitas vezes instáveis e caóticas.

3. Manipulação constante. Os sociopatas tendem a conquistar as pessoas para seu próprio benefício ou divertimento. São manipuladores e podem explorar as pessoas à sua volta através de mentiras ou intimidação, numa manipulação constante que os caracteriza.

4. Desonestidade. Os sociopatas têm a reputação de serem desonestos e traiçoeiros. Sentem-se muito confortáveis a manipular a mentira e a verdade à medida que isso lhes vais favorecendo.

5. Insensibilidade. Alguns sociopatas podem até ser abertamente violentos ou agressivos. Mostram uma cruel falta de consideração pelas outras pessoas.

6. Hostilidade. Não só são hostis, como tendem a interpretar o comportamento dos outros como hostil, o que lhes deixa ‘sedentos’ por vingança.

7. Irresponsabilidade. Outra característica das pessoas que sofrem deste transtorno é um total desprezo pelas obrigações financeiras e sociais.

8. Impulsividade. Todo mundo tem os seus momentos de impulsividade, mas para os sociopatas tomar decisões do momento sem pensar nas consequências faz parte do dia-a-dia. Eles têm muita dificuldade em fazer planos e ainda mais em cumpri-los.

9. Comportamento de risco. A combinação de irresponsabilidade, impulsividade e a necessidade de prazer instantâneo, faz com que não seja surpreendente que os sociopatas se envolvam em comportamentos de risco – seja o consumo de álcool e drogas ou hobbies perigosos ligados à criminalidade.