Secretaria de Saúde de Teixeira de Freitas inicia vacinação contra a raiva

A Secretaria Municipal de Saúde de Teixeira de Freitas, através da Vigilância Epidemiológica, iniciou na segunda-feira (23/9) a campanha de vacinação antirrábica para cães e gatos.campanha

A campanha teve início na zona rural, contemplando mais de 30 comunidades e distritos, e será ofertada em todos os distritos, comunidades e bairros da cidade.

A vacinação na Bahia iniciou com atraso, mas, independentes de metas e prazo, em Teixeira de Freitas, ocorrerá em todas as localidades. Na zona urbana, a vacinação iniciará sábado (28/9), com o dia “D” da vacinação, sendo distribuída em 32 pontos na cidade, sendo eles: Unidades de Saúde de cada bairro (PSF), além de algumas escolas e espaços cedidos pela comunidade.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Rosidalva Barreto, orienta alguns cuidados ao levar os animais para vacinar: não permitir que crianças levem os animais; evitar usar sacos para levar os gatos, há não ser que seja a única forma possível; levar um animal de cada vez e utilizar coleiras e focinheiras adequadas. Ela enfatiza ainda a importância de levar seus animais aos pontos de vacinação e de receber os vacinadores que estarão fazendo o trabalho de forma itinerante, nas comunidades. E destaca: “A meta é vacinar mais de 22 mil, animais em todo o município durante o período da campanha, que será de aproximadamente 30 dias”, complementou.

A raiva é uma doença letal, que atinge todos os animais mamíferos, como também é ser humano. No Brasil, em 2012, houveram 415 casos confirmados de raiva, em várias espécies. Seu vírus é transmitido pela saliva. Seus principais sintomas no animal são: agressividade, salivação excessiva, paralisia e mudanças de comportamento.

Quem for atacado por animal, deve, imediatamente, lavar o ferimento com água e sabão e, posteriormente, procurar uma unidade de saúde para buscar orientação sobre a necessidade de tomar a vacina.

Na suspeita de algum caso de raiva, a população pode entrar em contato com o Departamento de Vigilância Epidemiológica (VIEP), através do telefone (73) 3291-9644. Fonte: Ascom