Saiba qual a melhor forma de lidar com as frustrações do seu filho

como_lidar_com_frustrações_filhosA forma como a criança compreende suas emoções é de fundamental importância, não só para ela, mas também para os pais saberem como manejá-las.

Uma criança com sentimentos negativos muito intensos tende a causar desconforto para ela e para a família, e muitas vezes pode resultar em um “mau comportamento”. Essa resposta inadequada a esse sentimento intenso pode gerar uma reação equivocada dos cuidadores e piorar a situação. Entre esses sentimentos estão a frustração e a decepção. Os dois fazem parte do nosso cotidiano, desde as coisas mais simples, como não ter o alimento preferido no almoço, ou não poder ver o desenho animado na hora que deseja, não poder brincar na rua porque está chovendo, etc. Também fazem parte desse repertório as emoções que não pertencem somente ao universo da criança, como ser torcedor de um time de futebol, participar de uma competição ou mesmo desempenhar bem e se destacar nas atividades escolares.

Leia também:

Criança com medo: como lidar?

Muitas vezes as coisas não saem como as crianças desejam ou idealizam, e o sentimento mágico de que tudo vai dar certo, e de que basta o desejo dela para que as coisas aconteçam não funciona, causando tristeza, frustração e decepção.

É fundamental que nesse momento os pais possam rapidamente acolher esses sentimentos e dar um modelo de adequação. Não podemos imaginar que a criança simplesmente esqueça o que aconteceu e causou tanto sofrimento, mas precisamos aceitar que ela fique muito triste, raivosa e possa manifestar seu descontentamento. Porém, isto deve ocorrer dentro de uma adaptação social, sem que exista a necessidade de agredir, culpar os outros pelo acontecido, ou ficar imobilizada pelo fato.

Perder faz parte do jogo : papel dos pais

Os pais podem ajudar a criança observando e dando nome ao sentimento: muitas vezes uma criança profundamente triste com algo começa a ter atitudes agressivas, e se os pais conseguem dizer para ela que entendem que ela está triste, mas que “perder faz parte do jogo” e que eles estão lá para acolher essa tristeza, certamente a criança vai se sentir protegida e será capaz de mostrar sua tristeza com adequação. Por outro lado, se as manifestações de agressividade forem, por exemplo, punidas com castigo, não estaremos oferecendo o entendimento e a atenção que a criança precisa.

Os pais precisam deixar a criança segura para sentir e vivenciar suas emoções, auxiliando o controle. O formato como os pais vivenciam as suas decepções é o modelo que a criança utilizará para resolver as suas. Ao longo do desenvolvimento, a criança vivenciará sentimentos conflitantes, frustrações e desejos inatingíveis. A capacidade de lidar com estes sentimentos é muito importante, pois ela fará com que a criança consiga colocar-se no lugar dos outros, e assim entender e reconhecer a existência dos sentimentos das outras pessoas.

Assista: Aprenda dez dicas para lidar com a birra