Rui pede e bancada do PT deve desistir de ação contra Nilo

marcelo-niloUma reunião realizada na sexta-feira, 20, entre o governador Rui Costa, o líder da bancada do PT deputado estadual Rosemberg Pinto e o secretário de Relações Institucionais Josias Gomes pode ter resolvido o impasse criado com a quinta releição do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo (PDT), cuja legalidade é questionada pelos petistas. Rui pediu a Rosemberg que a questão não seja judicializada para evitar problemas nas relações entre os poderes Executivo e Legislativo do Estado.

A bancada do PT anunciou que iria entrar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) contra a reeleição de Nilo, o que seria definido numa reunião marcada para terça-feira entre os 11 deputados estaduais petistas e o presidente esdual do partido, Everaldo Anunciação.

Rosemberg contou que o governador solicitou à bancada não judicialize a reeleição em nome da estabilidade das relações entre os partidos da base aliada que apoiam Rui Costa. “O governador fez esse apelo, lembrando que teremos um ano difícil em função do cenário econômico, e que não seria bom um desentendimento entre integrantes dos partidos base”, disse o deputado, explicando que diante do pedido da maior liderança do PT no Estado não tem como não atender.

“Vamos levar essa posição à bancada, na reunião de terça-feira”, disse. Conforme Rosemberg, o governador, por outro lado, observou que os petistas tem o direito de lutar na Assembleia contra a tese da reeleição do presidente da Casa, inclusive pelo fato de a próxima eleição em, 2017, ser na mesma Legislatura. “Um dos argumentos usados pelo deputado Marcelo Nilo era de que não haveria ilegalidade na reeleição por ser uma nova legislatura. Daqui a dois anos não vai poder usar essa mesma tese”, disse.

Para Rosemberg a “ameaça” de Nilo de romper com o PT seria inócua pois ele não é do partido. No entanto reconhece que não é bom continuar com o desentendimento entre o chefe do Poder Legislativo e o partido do governador.

Bandeira branca

O secretário de Comunicação do governo, André Curvelo confirmou a reunião e o pedido de “bandeira branca” feita por Rui Costa. “O governador apelou para que a bancada encerre esse problema, pois precisamos todos trabalhar muito esse ano para enfrentar a crise econômica”, disse.

Conforme Curvelo, Rui respeita o posicionamento da bancada petista contrária à reeleição do presidente da Assembleia Legislativa, mas assinalou que esse é um problema interno do Legislativo e que o Executivo não deve e não vei se meter. Quer apenas que a temperatura baixe, pois na sua avaliação todos sairiam perdendo com a briga.

Retirou

Rosemberg Pinto manteve sua candidatura à presidência da Assembleia até o dia da eleição. Quando Nilo confirmou a dele, disse que não participaria do processo para não “legitimá-lo” e orientou os 11 deputados do PT a se retirar do plenário e não votar.

Nilo foi eleito com 51 votos e houve uma abstenção. Logo depois, Rosemberg anunciou que a bancada iria estudar entrar com uma ADIN alegando que a reeleição seria inconstitucional.