Residencial Santos Guimarães beneficiará mil famílias teixeirenses

Uma parceria do Governo Federal com o Município de Teixeira de Freitas está rendendo bons frutos para as famílias que ainda não possuíam moradias próprias na cidade. Um convênio entre a União e a Prefeitura Municipal, através do Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal está construindo atualmente 1.820 apartamentos populares para famílias de baixa renda que ganham até três salários mínimos, nos quais estão sendo investidos o valor de R$ 81,1 milhões.
santosd1O grande destaque destes novos imóveis populares para Teixeira de Freitas, está sendo construído no alto do Colina Verde, que trata-se do Residencial Santos Guimarães, na zona norte da cidade, que são 1.000 unidades, em 250 blocos e em cada bloco (prédio) existe quatro apartamentos, dois térreo e dois no primeiro andar, onde estão sendo investidos recursos exatos na ordem de R$ 59.821.572,79.
santosd3 Segundo o engenheiro responsável da obra, engenheiro civil Paulo Franci, cada apartamento tem sala, cozinha com área de serviço conjugada, dois quartos, banheiro já adaptado de 4,5m² e apesar de ser apartamento, trata-se da maior casa popular de todos os programas habitacionais do governo federal, com 48 m². O engenheiro civil Flávio Arruda, coordenador da construtora Eldorado, empresa que constrói o conjunto habitacional, destaca que o local está sendo dotado de toda infraestrutura apropriada, com pavimentação, iluminação, avenidas largas, praças com jardim, parques infantis e áreas de lazer para os futuros moradores.
santosd2 O prefeito de Teixeira de Freitas João Bosco Bittencourt (PT), disse que o seu governo está dando uma importante marcha para a redução do déficit habitacional que é fruto de um grande esforço da sua gestão para a promoção de moradias populares. Tanto que até outubro assina um novo convênio com o Ministério das Cidades, em Brasília, para construção de mais 500 casas populares em Teixeira de Freitas e o objetivo é também contemplar o interior do município.
santosd“Temos nos empenhado muito para superar o déficit habitacional de Teixeira de Freitas, e para isso estamos buscando investimentos que felizmente tem acontecido. Já entregamos 400 moradias e agora já são mais 1.820 novas moradias para serem entregues em 2015. Entendemos que a habitação é algo primário e a nossa gestão tem priorizado a habitação popular e nosso o objetivo é continuar proporcionando para as famílias teixeirenses a oportunidade de sair do aluguel, podendo adquirir a sua tão sonhada casa próprio”, disse o prefeito João Bosco.
 Somente no Conjunto Habitacional Castelinho II, na zona leste da cidade, estão sendo construídos 220 apartamentos em 19 blocos, sendo 26 blocos de oito apartamentos e 3 blocos de quatro moradias, onde oito apartamentos térreos serão destinados a portadoras de deficiência física e a obra está custando um valor de R$ 13.200,000,00.
Ainda estão em construção os condomínios Padré José Koompmans I e II, e conforme o engenheiro civil Josivan Costa, responsável pela obra, são 78 blocos e cada bloco tem 8 apartamentos, que beneficiarão 600 famílias. Sendo que 18 apartamentos (3%) são reservados para famílias que tenham integrantes com alguma deficiência física, embora todos estão sendo construídos com dimensões adaptadas e estão acessíveis as adaptações para cadeirantes. (Por Athylla Borborema)