Rebelião em presídio é controlada; não houve feridos, segundo a polícia

A rebelião no presídio de Eunápolis foi controlada por volta das 16h40 desta terça-feira (16/9), segundo informação a Polícia Militar. Ainda de acordo com a PM, não houve feridos graves, apenas um agente de disciplina teve escoriações na perna.fim_rebeliao

A revolta dos detentos, que chegaram a tocar fogo em colchões, começou por volta das 14h, durante o banho de sol. Eles tentaram agredir o detento José Roberto Dias dos Santos, 34 anos, o “Bafafá”, mas foram impedidos por agentes de disciplina do conjunto penal.

Segundo o major Cléber Santos, comandante da 7ª CIPM, os presos queriam a transferência de ‘Bafafá’, que matou o detento Erenilton Carvalho dos Santos, 41 anos, dentro de uma cela, na tarde de segunda-feira.

Os internos do presídio não estavam aceitando a permanência de “Bafafá”, pois, segundo eles, trata-se de um assassino cruel, que já tem mais de 200 anos de condenação. “Bafafá” já está em uma cela separada, esperando a decisão da Justiça sobre sua transferência para outra unidade prisional.

Um diretor do presídio informou aos familiares dos presos, que aguardavam por notícias do lado de fora, que a situação estava normalizada e que as visitas de quarta-feira estão mantidas. Policiais militares da Caema – que aguardavam ordem para invadir a unidade, já deixaram o local.

Em abril deste ano, uma rebelião no presídio de Eunápolis resultou em seis detentos mortos e outros feridos. Fonte: Radar64

Confira matérias relacionadas:

Seis presos morreram em rebelião; detentos e policiais feridos

Seis presos queimados vivos por outros detentos em rebelião

Caseiro que estuprou e matou menina em Trancoso está entre mortos em rebelião

Presídio de Eunápolis: diretor crê que briga de facções causou rebelião