Projetil é retirado do braço da criança vítima de atentado no “Ramalhão”

projetilApós procedimento cirúrgico, um projétil de arma de fogo foi retirado do braço de uma criança de 3 anos atingida durante o duplo homicídio na rua E, no bairro Residencial Ramalho. O crime aconteceu na última sexta-feira (2) e as vítimas foram identificadas como sendo Virgulino Queiroz dos Santos, 22 anos,  e Luan de Jesus Rocha, 21.

Virgulino morreu no local e o Luan chegou a ser socorrido, mas, morreu antes de chegar ao hospital. Segundo informações, quatro homens chegaram em um veículo Fiat Pálio, de cor branca, placa não anotada, colocaram o carro na esquina e foram caminhando até as vítimas, que estavam sentadas em frente à residência. Os homens começaram a atirar e as vítimas correram para dentro da casa na tentativa de se esconder, no entanto, foram perseguidas e alvejadas no interior do imóvel.

Na ação, uma criança de 3 anos de idade, sobrinha do Virgulino [morador da residência], foi atingida  por dois disparos, que fizeram um estrago em seu braço. O delegado Kleber Gonçalves, responsável pelo inquérito do duplo homicídio, esteve  no hospital, recolheu o projétil encapado, retirado do braço da criança, que será encaminhado para detectar o calibre da arma. O projétil ficará arquivado para possíveis exames balísticos. A menina não corre risco de morte e segue internada no hospital.

Ninguém ainda foi preso pelo crime. O caso segue investigado pelo Serviço de Inteligência da 8ª Coorpin. Qualquer informação ligue para o Disque-denúncia 190 (Polícia Militar) ou 197 (Polícia Civil). Garantido o sigilo das informações e identidade do denunciante.

Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Matéria relacionada: Dois motos no “Ramalhão” e uma criança de 3 anos baleada