Professores continuam em greve após negociações

Sem avanços na reunião com a secretaria de Educação na tarde desta segunda-feira, 21 de janeiro, os professores da rede municipal de ensino em Teixeira de Freitas seguem com a greve por tempo indeterminado.

Inicialmente, a categoria suspendeu as atividades ao aderir a paralisação nacional entre os dias 15 e 17 de março, convocada pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), mas manteve o movimento local após uma reunião da APLB Sindicato.

Desde então, os professores ocupam o prédio da Câmara Municipal de Vereadores e só devem deixar o local ao final da greve. O educadores discutem junto ao executivo, as eleições diretas para diretor(a) para as escolas municipais, pagamento do piso nacional; aprovação do plano de carreira e melhores condições de trabalho no ambiente escolar.

Uma nova reunião entre a categoria a secretaria de Educação está marcada para esta quarta-feira.