Professora é encontrada morta dentro de casa no São Lourenço

profaA professora Cleude Alves Pereira, 48 anos, natural de Itabuna/BA, residente na rua Dois Irmãos, bairro São Lourenço, em Teixeira de Freitas, foi encontrada morta na manhã deste domingo, 19 de outubro, dentro da casa em que morava sozinha.

O corpo da professora, que trabalhava no Colégio Manoel Cardoso Neto,  foi encontrado seminu e  já sem vida dentro da cozinha, próximo ao fogão, por uma amiga que desconfiou do portão aberto com a chave no cadeado e o cachorro latindo muito.

Trabalhando há 22 anos no município, a professora Cleude era muito querida por colegas e alunos. Várias educadoras estiveram acompanhando o trabalho da polícia; muitas, sem acreditar no que havia acontecido, caíram no choro.

Segundo informações da polícia, a professora é homossexual, mas, ainda não se sabe o que aconteceu. No início desta semana uma professora também homossexual foi morta a pedradas na cidade de Itabela. Já na noite de sábado (18) outro homossexual foi morto com 11 tiros no bairro Novo Jerusalém.

De acordo a uma amiga, Cleude esteve na casa de colegas até as 18 horas. Outras informações colhidas no local dão conta que a educadora tornou a sair e retornou por volta das 23 horas. Mais tarde, vizinhos ouviram gritos de socorro, e, como estava acontecendo uma festa próximo ao local, ninguém saiu para ver quem gritava.profa 2

O quarto da professora estava todo revirado, a carteira e o aparelho de telefone celular não foram encontrados pela polícia, o que leva a acreditar em latrocínio (roubo seguido de morte), entretanto, segundo o delegado titular da 8ª Coorpim, Kleber Gonçalves, a causa da morte só poderá ser esclarecida depois de exame de necropsia que será feito no IML de Teixeira de Freitas. O corpo deverá esperar a chegada da família que mora em Itabuna para liberar ser liberado. Fonte: Bahia Extremo Sul