Preso um dos suspeitos de matar o prefeito de Itagimirim

Um dos suspeitos de envolvimento na morte do prefeito de Itagimirim, Rielson Lima, foi preso na manhã de terça-feira (6) no município, em uma operação da Polícia Civil. Alessandro Lopes, o ‘Sandro Seco’, de 36 anos, já estava sendo monitorado pela polícia e foi preso em uma borracharia quando se preparava para fugir.seco_d

Rielson Lima foi morto em julho do ano passado, atingido por tiros em uma praça em frente a um bar, no centro de Itagimirim. O autor dos disparos estava encapuzado e fugiu em uma moto.

O delegado da Polícia Civil, Élvio Brandão, responsável pelas investigações, afirmou que Alessandro Lopes teria sido o responsável pela preparação, coordenação e logística do assassinato de Rielson Lima. Ele havia sido preso no dia 23 de dezembro do ano passado, sob a acusação de envolvimento com roubo de gado na região.

Prisão

A operação que resultou na prisão de Alessandro, na terça-feira, foi coordenada pelo delegado Élvio Brandão. “Foram 10 horas monitorando a casa dele até o momento na prisão”, afirmou.

Prefeito não resiste a atentado e morre

O veículo de ‘Sandro’ estava estacionado próximo à sua casa com os dois pneus dianteiros furados, o que o forçou a ir até uma borracharia que fica às margens da BR-101. Enquanto Sandro esperava o reparo do pneu na borracharia, ele foi abordado por quatro policiais civis.

O delegado afirmou que as investigações ainda estão em andamento e que em breve podem ocorrer outras prisões relacionadas ao caso. “Estamos em busca do principal assassino para alcançarmos o êxito final”, salientou. De acordo com um familiar de Rielson Lima, o suspeito teria confessado para a polícia quem foi o executor da morte de Rielson Lima.

Rielson Lima era tido pela comunidade como uma pessoa pacífica, e não havia chegado à metade do seu segundo mandato. Casado com a secretária municipal de Assistência Social, Saadya Vieira, Rielson deixou filhos, um deles pequeno. Fonte: Radar64