Polícia esclarece latrocínio do repórter fotográfico “Netinho”

matador de NetinhoNo início da noite de quarta-feira,  10 de junho, a Polícia Civil de Teixeira de Freitas, apresentou à imprensa o acusado pela morte do repórter fotográfico José Ferreira Matos Neto, o “Netinho”, de 22 anos, morto com um tiro na cabeça, crime ocorrido na madrugada do último domingo (7), no bairro São Lourenço. Segundo as investigações  “Netinho” tinha parado sua motocicleta, para pegar um amigo e ambos seguiriam para uma cobertura jornalística de um evento festivo na casa de shows John Black, quando foi surpreendido por dois assaltantes, um deles armado, esses que queriam seu cordão de prata. Como a vítima teria empurrado um dos assaltantes, justamente o que estava armado, esse apontou a arma em direção à cabeça de “Netinho” e apertou o gatilho.

Após ser atingido numa área considerada vital o projétil transfixou e o jovem fotógrafo caiu e veio a óbito no local. A morte foi instantânea.

Está preso Flávio Viana Lima, 23 anos, acusado de ter participado do latrocínio que resultou na morte do repórter fotográfico. Investigações do Serviço de Inteligência (SI) da Polícia Civil de Teixeira de Freitas,  apontam Flávio como autor do disparo que matou Netinho. O delegado Manoel Andreetta explicou que após o trabalho investigativo, os policiais acabaram localizando o endereço do acusado que teria agido na companhia de um adolescente, que também já foi identificado.

[metaslider id=10303]

Segundo o delegado Marcus Vinicius, coordenador da 8ª Coorpin, durante seu depoimento, Flávio confessou ter atirado no repórter fotográfico e disse que a intenção era apenas roubar a vítima. Ele também é apontado como autor da morte de Isaque Jesus dos Santos, morto com quatro tiros na madrugada do dia 17 de fevereiro durante uma emboscada. Na residência do acusado, que fica no bairro Luis Eduardo, foram encontradas 165 buchas de maconha, 172 pedras de crack e 7 papelotes de cocaína, além da arma usada no crime.

Flávio responderá por latrocínio e tráfico de drogas e outros dois detidos vão responder por tráfico .Durante a diligência para prisão de Flávio, a Polícia Civil encontrou na casa dele, Joalisson Moreira Santos, de 20 anos e um menor de 17 anos, acusados de envolvimento com o tráfico de drogas.

A partir de agora os policiais civis tentam apreender o segundo menor acusado de envolvimento no assassinato do repórter do site vcagita.com, esse que teria fugido com a moto da vítima, logo após o comparsa Flávio ter disparado um tiro fatal em sua cabeça. Fonte: TN