Polêmica: suposto engenheiro não fica 2 dias à frente da Sec. de Infraestrutura

Mais uma vez, supostas polêmicas rondam a Prefeitura de Teixeira de Freitas. Desta vez, ventila-se em alguns sites locais a informação de que Anderson Jamel Edim, professor, e “engenheiro civil, que mora na região há 16 anos, leciona em Teixeira de Freitas e já trabalhou em empresas de renome”, conforme consta na nota emitida à imprensa pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura, não é formado é engenheiro civil, de fato, por isso, teria sido já exonerado do cargo para o qual foi anunciado esta semana, no lugar de Valdo Gusmão, na Secretaria de Infraestrutura.

Fato é que, de acordo à assessoria, em nota na quarta-feira, 8 de janeiro, quem assumi interinamente a pasta é Henrique da Ceplac, que ficará, assim, responsável por duas secretarias na cidade, uma vez que, já é secretário de Agricultura. Conforme o release da Ascom da Prefeitura “na última segunda-feira (6), Valdo Gusmão, que respondia pela Secretaria de Infraestrutura, entregou seu pedido de exoneração alegando questões particulares. A Prefeitura chegou a cogitar um sucessor definitivo para o posto, mas a negociação não chegou a ser concluída”.

Embora o texto oficial de ontem (8/1) use a expressou “cogitar um sucessor definitivo”, na nota enviada à imprensa na segunda, 6 de janeiro, está “nesta segunda-feira (5), [sic] o secretário de Infraestrutura Valdo Gusmão entregou seu pedido de exoneração alegando questões particulares, para o cargo foi nomeado o engenheiro civil Anderson Jamel Edim”, com fotos do prefeito, supostamente, empossando o novo titular da pasta de Infraestrutura, com um caloroso aperto de mãos, em foto bem típica de um momento assim.prefeito

Outro aspecto que tem rendido debates na cidade é a colocação “De acordo com o prefeito, a substituição foi feita com base em critérios técnicos” presente no release dando conta do suposto pedido de exoneração de Valdo e posse de Anderson Jamel. Isto porque, segundo informações não oficiais, como fora dito no início desta matéria, há suspeitas de que Jamel não seja mesmo engenheiro civil, o que põe em xeque o critério supostamente usado para sua escolha. Ele ser ou não engenheiro ganhou relevância diante da ausência de explicações para sua rápida substituição, sendo posto em seu lugar Henrique da Ceplac, cujo histórico como secretário de Agricultura sempre foi questionado, muitas vezes com críticas ferrenhas ao fato de ser ‘apenas técnico agrícola’, como já fora colocado por muitos veículos de comunicação na época em que sua Secretaria realizou a poda das árvores da cidade, um trabalho criticado quase que por unanimidade na imprensa local.

Sites de oposição chegam a afirmar que Valdo Gusmão, último elo entre Bosco e Uldurico, teria sido exonerado como forma de marcar o fim da aliança entre o prefeito e o ex-deputado, o qual teria sido importante em sua vitoriosa campanha em Teixeira e a quem, por isso, devia favores. Desta forma, espera-se, ainda conforme os sites, que em breve os embates entre a prefeitura e Uldurico venha à tona. Quanto à Infraestrutura, a população deseja apenas que a secretaria seja mais atuante, sobretudo, agora, momento em que a cidade, mais uma vez, sofre com as chuvas fortes da estação. Por Pauta Diária