PF deflagra operação contra fraudes no seguro DPVAT na Bahia

A Polícia Federal (PF) deflagrou na madrugada desta segunda-feira, 13, a operação Tempo de Despertar, para combater fraudes no Seguro Obrigatório de Danos Pessoais (DPVAT). O objetivo, segundo a PF, é desmantelar uma organização criminosa cujas fraudes podem ter alçancado o montante de R$ 28 milhões.policia-federal

A ação é realizada por 220 agentes nos municípios baianos de Guanambi e Urandi e outras cidades de Minas Gerais e Rio de Janeiro. Os policiais cumprem 229 mandados judiciais, sendo 41 de prisão, sete de condução coercitiva, 61 de busca e apreensão, 12 afastamentos de cargo público, 51 sequestros de bens e 57 afastamentos de sigilo bancário.

Os investigadores identificaram diferentes maneiras utilizadas pelos criminosos para fraudar o seguro DPVAT, como falsificação de assinaturas em procurações e declarações de residências falsas, que possibilitavam o juizamento de ações judiciais por escritórios de advocacia sem conhecimento e autorização deles.

Os acusados vão responder por crimes de formação de quadrilha, estelionato, falsificação e uso de documentos públicos, corrupção ativa e passiva, e facilitação ou permissão de senhas de acesso restrito a terceiros.

A investigação é realizada por meio de uma parceria entre a Polícia Federal, o Ministério Público, Corregedoria da Polícia Civil e Polícia Militar de Minas Gerais.