Pesquisadores da UFMG criam produto que ajuda no combate à dengue

mosquito_da_denguePesquisadores da Universidade Federald de Minas Gerais (UFMG) criaram dispositivo que combate as larvas e assim diminuem o risco da dengue. A partir do momento em que pedra porosa está mergulhada na água, ela flutua e nessas condições com energia solar, ela libera uma substância química que é tóxica à larva.

A tecnologia também contribui para o combate de vetores de doenças que possuem fase aquática, assim como a febre chikungunya, a febre amarela e a malária. A pastilha pode ser utilizada na caixa d’água e nos vasos de plantas.

Para fabricar mil dispositivos foram gastos cerca de R$ 3,00. O produto, que pode durar de dois a três meses, deve ser testado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nos próximos meses para receber autorização para venda.