Outdoors: protesto silencioso cobra justiça após 3 anos da morte do casal Moabh e Vivian

casalNo dia 19 de junho completou três anos da morte do casal Moabh Cristal Félix, 29 anos, e Vivian Silva Alves, 23, que foram vítimas de um acidente de trânsito causado por Rodrigo da Silva Matos, 31 anos. O acidente ocorreu no fim da tarde, quando o casal estava em uma motocicleta vindo sentido centro à Medeiros Neto e o veículo de Rodrigo em sentido contrário, e, em alta velocidade, pulou um quebra-molas e colidiu com a motocicleta, lançando o casal a 50 metros.
Por conta da data e pelo fato de o acusado não ter cumprido pena pelo crime, as famílias de Moabe e Vivian espalharam, como fazem todo ano, alguns outdoors pela cidade de Teixeira de Freitas para lembrar o crime, na esperança de que não fique impune.
casal acidenteTestemunhas informaram que o acusado estava em alta velocidade e na contramão, o que fez com que o delegado responsável na época, Charlton Fraga, concluísse como homicídio doloso, pois não considerou que tenha sido um acidente, uma vez que o motorista utilizava o veículo de forma perigosa, colocando em risco a vida de outras pessoas. Ainda há o agravante de o acusado ter fugido do local sem prestar socorro às vítimas. Mesmo com o inquérito bem embasado do delegado, Rodrigo foi posto em liberdade e ainda aguarda julgamento.
Em novembro de 2013, o advogado que o defende, Gean Prates, pediu a realização de uma reprodução simulada do acidente [reconstituição]. O advogado contesta algumas informações do laudo elaborado pelo perito criminal Bruno Melo, o que provoca ainda mais indignação na família. Com informações de Petrina Nunes/Liberdadenews