ONU celebra 25 anos da Convenção sobre os Direitos Humanos da Criança

Direitos-da-criançaA ONU celebra esta quinta-feira, 20 de novembro, o 25º aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança, adotada em 1989.

A representante especial do secretário-geral sobre Violência contra as Crianças, Marta Santos Pais falou à Rádio ONU sobre o que mudou nesse período.

Prioridade

“A verdade é que a prioridade dada nas políticas públicas, nas legislações, na participação da sociedade civil mudou radicalmente. Antes de mais, mudou a forma como nós encaramos o que significa ser criança, não mais como um ser passivo dependente da ajuda dos adultos, do Estado e da sociedade. Mas um ator interveniente nos processos de mudança que todos nós construímos todos os dias nos países onde vivemos.”
Santos Pais afirmou ser possível acabar com os abusos e a violência cometidos contra as crianças.

“É seguramente possível e para isso que estamos todos a trabalhar, mas temos que apressar o passo. O sentimento de urgência é premente e as crianças sentem uma frustração muito profunda. Estamos a perder milhares de crianças todos os anos como resultado da violência que define sua vida, seu cotidiano. Para dar alguns exemplos, todos os anos 8% das vítimas de homicídios no mundo são crianças menores de 15 anos e a cada cinco minutos uma criança morre como resultado da violência.”

Visibilidade

A representante especial do secretário-geral disse que com a adoção da Convenção, os direitos das crianças ganharam mais visibilidade a nível internacional e dentro de cada país.

Segundo ela, a voz da criança passou a ser ouvida com mais seriedade, participando até mesmo de processos de redação de novas leis de proteção aos menores.

Mas apesar dos avanços alcançados até agora, Santos Pais afirmou que muito ainda precisa ser feito pelo bem das crianças.

Daniela Mercury

E para marcar o aniversário do documento, a cantora brasileira e embaixadora da Boa Vontade do Unicef, Daniela Mercury participa esta quinta-feira do lançamento da campanha #Imagine.

O evento vai envolver música e tecnologia para mobilizar pessoas de todo o mundo em torno dos direitos das crianças.

O show na Assembleia Geral da ONU, em Nova York, vai contar também com a presença de vários outros artistas famosos como Yoko Ono e o ator Hugh Jackman.