Mulher antítese 

MaianeMulher – flor
É igual a
Mulher-amor

Mulher-cristã
É igual a
Mulher-sã

Mulher-saudade
É igual
Mulher-  ansiedade

Mulher – espera
É igual
Mulher – primavera

Mulher- felicidade
É igual
Mulher- realidade

Hoje fico sem rima,
Pois, ó Mulher
A contradição te determina
És ao mesmo tempo
“dor e alegria”
“doença e  cura”
“desejo e  tibieza”
A lágrima amarga e
O sorriso do fundo d’alma,
A oposição perfeita
Do branco ao preto,
Pintada com a melhor das tonalidades,
Para abrir as portas à humanidade.

Maiane tirinha

Formada em Letras Vernáculas pela Uneb/campus X
Pós-graduada em Ensino de Língua Portuguesa e Literatura/ Uniasselvi
Pós-graduada em Educação de Jovens e Adultos (Eja) / Uneb