Motivo de briga que resultou em morte de “Lady Butterfly” é desconhecido

O corpo da dançarina conhecida como “Lady Butterfly”, 35 anos, foi sepultado na manhã de terça-feira, 19 de novembro, no Cemitério Pousada Eterna, no centro de Porto Seguro. A travesti foi morta a facadas na madrugada de segunda-feira (18), em seu apartamento no condomínio, na avenida Coqueiral, bairro Taperapuan.dancarino

De acordo com o titular da delegacia de Polícia Civil da cidade, Delmar Bittencourt, o crime teria sido cometido por um rapaz com quem ela estava se relacionando há dois dias. “Eles [o casal] brigaram dentro da casa dela, e durante esta discussão a vítima foi esfaqueada. Ela chegou a correr para a rua pedindo socorro, e ele fugiu”, conta o delegado.

“Ainda não sabemos o motivo da briga, mas estamos investigando tudo e a hipótese principal é de que teria sido um crime passional. Neste caso, o veículo da vítima foi levado pelo acusado durante a fuga”.

O corpo da travesti, que se chamava Daniel José Oliveira Júnior, foi velado na Câmara Municipal de Porto Seguro. “Estamos investigando o caso, e informações preliminares apontam que ela foi esfaqueada pelo menos duas vezes pelo namorado, que está foragido”, disse o delegado.axe moi

A vítima nasceu em Camacan e trabalhava como dançarina no complexo de lazer Axé Moi, em Porto Seguro. Ela foi esfaqueada no tórax e chegou a ser socorrida para o Hospital Geral Luís Eduardo Magalhães, mas não resistiu aos ferimentos e morreu após dar entrada na instituição. Fonte: Radar64