Mil e um motivos pra não dizer Adeus

Maiane
Pra não dizer Adeus
Canto a vida
A morte já não existe
Danço a dança do amor
Com coroa de sublime amargor

Pra Não dizer Adeus
Relembro o passado
Presente vivo
Memória de artífice
Imagem e ardente sentimento

Pra Não dizer Adeus
Toco as notas
Da emoção, da paz e alegria
Desfaço-me da dor
A morte já passou

A morte para todos chega
Chama da existência renega
A vida é bem mais do que passageira
Tal qual notícia alvissareira,
Catarse do corpo e alma

Não digo e não vou dizer Adeus
Porque para mim você nunca morreu
Vive no instante da eternidade
Tempo virá do reencontro
O Adeus é apenas um até breve
Ah lá, Deus nos esperará de braços abertos.

Maiane tirinha

Formada em Letras Vernáculas pela Uneb/campus X
Pós-graduada em Ensino de Língua Portuguesa e Literatura/ Uniasselvi
Pós-graduada em Educação de Jovens e Adultos (Eja) / Uneb