Menina de 10 anos com leucemia conta com ajuda para continuar vivendo

Regia Dantas de Oliveira Cortez, de 10 anos, luta há um ano e quatro meses contra a leucemia (câncer no sangue). Ela é de Alcobaça, mas, devido ao tratamento, teve que se mudar com a família para Belo Horizonte/MG. Ela está necessitando de um doador compatível para fazer o transplante de medula óssea. Membros da família já passaram por exames, mas, ainda não foi encontrado ninguém que possa doar.

Recentemente, a mãe de Régia descobriu que tem a unidade de cadastro de medula no Hemoba de Teixeira de Freitas.xajuda1.jpg.pagespeed.ic.c6qClDafLM

Segundo Misaélia Barbosa de Oliveira, coordenadora do Hemoba, esse é um procedimento superfácil. Primeiro passo é fazer o cadastro, o interessado deve levar os documentos (identidade ou equivalente), também é necessário ter entre 18 a 55 anos de idade, e neste caso é diferente de doar sangue, a única coisa que importa é que o futuro doador não tenha doença crônica, sem nenhuma outra exigência. “São coletados em torno de 3 ml de sangue, apenas para amostra. Caso seja compatível, o doador é chamado através do registro de doadores compatíveis de medula óssea para exames complementares, e realização da doação, de forma também simples”, completa Misaélia.

Lembrando que qualquer pessoa pode fazer o cadastro, e o doador fica com seus dados à disposição do banco, e se por um acaso for compatível com a Régia será chamado. Por isso não é necessário saber o tipo sanguíneo neste momento.

A família pede ajuda, para quem tiver interesse, se dirigir ao Hemoba de Teixeira de Freitas e fazer o cadastro. “Sou uma mãe que está desesperada e preciso de doadores para salvar a vida de minha filha, tenho certeza que Deus vai colocar pessoas de sentimentos nobres no caminho dela, conto com cada um de vocês, obrigada”, emocionada, pede a mãe, Cosma da Silva Oliveira.

O Hemoba está fazendo o cadastro no endereço abaixo: Rua Massanori Nagão, 335 Centro, próximo ao shopping ao lado do Laboratório Santa Amélia.

Por: Mirian Ferreira/Liberdadenews