Marqueteiro é preso durante audiência na justiça eleitoral

O marqueteiro João Batista Ribeiro foi preso na manhã de quarta-feira (4/11), durante uma audiência na justiça eleitoral de Eunápolis.

Segundo informações, ele é uma das testemunhas no processo que apura se houve abuso de poder de comunicação durante o período que antecedeu a campanha eleitoral do deputado federal Uldurico Júnior (PTC).

?

João Ribeiro, que trabalhou na campanha do deputado, teria mentido durante o depoimento ao juiz Wilson Nunes da Silva Júnior, titular da 188ª Eleitoral. A polícia o conduziu para a delegacia.

A denúncia de abuso de poder foi impetrada pelo suplente Joceval Rodrigues (PPS), que alega que o mandato de Uldurico Júnior deve ser cassado por ele ter usado indevidamente um programa jornalístico em uma emissora de rádio de sua família na cidade de Teixeira de Freitas.

Em entrevista ao Radar 64, o delegado plantonista Alberto Passos informou que iria ouvir o suspeito e que arbitraria fiança no valor de um salário mínimo (R$ 788,00).

Os advogados do marqueteiro não quiseram prestar declaração para a reportagem do Radar 64. O site também tentar ouvir o juiz. Fonte: Radar64