Lúcio Pinto e Ubaldino Júnior ficam inelegíveis por 8 anos

Ulbaldino e Lúcio PintoCustou a condenação de inelegibilidade por 8 anos – por placar de 6×0 – no Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), de Lúcio Pinto, Leandro do Portinha e do próprio Ubaldino, os ataques constantes comandados pelo ex-prefeito Ubaldino Pinto na rádio 88 FM de Porto Seguro contra a então candidata Cláudia Oliveira (PSD) durante a campanha eleitoral de 2012. A estratégia tinha o objetivo de favorecer o também candidato Lúcio Pinto, do PMDB. A sentença é definitiva, já que de acordo com a Súmula nº 279 do STF, não cabe recurso. O julgamento foi na quinta-feira, 5 de maio.

Lúcio e Ubaldino Pinto

Com a decisão, a carreira meteórica do empresário Lúcio Pinto na política de Porto Seguro é carimbada e interrompida precocemente, causando um revés no grupo da família Pinto, que fica sem nome para lançar na sucessão municipal de 2016, uma vez que seu irmão Ubaldino acumula diversas condenações por improbidade administrativa e desvio de recursos (além desta). Agora também ficha suja condenado pelo TRE por crime eleitoral, Lúcio só poderá voltar à cena política em 2022.

A condenação dos três envolvidos em crime eleitoral resultou do julgamento de duas ações movidas pela Coligação Porto dos Sonhos, ainda em 2012. Fonte: Radar 64