Luan Gonçalves conta como matou “Lady Butterfly”

Foi preso na tarde desta quarta-feira, 20 de novembro, em Vitória da Conquista, região Sudoeste da Bahia, o principal suspeito da morte do dançarino Daniel de Oliveira, conhecido como “Lady Butterfly”. Luan Gonçalves, de 37 anos, estava na rua quanto foi detido por policiais.luan

Em entrevista à imprensa local, Luan afirmou que matou o artista em legítima defesa. “Quando acordei à noite ela estava com uma faca em cima de mim. Só me defendi”, declarou.

De acordo com a polícia, Luan tinha envolvimento com a vítima há três meses, mas, o acusado nega, dizendo que conheceu o dançarino por meio de amigos em Eunápolis e que os dois eram apenas amigos. “Sempre me convidava para ficar em sua casa”, frisa.dancarino

Após esfaquear “Lady Butterfly”, Luan afirmou que usou o carro da vítima apenas para conseguir sair do condomínio e que abandonou o veículo em uma fazenda. “Fugi para Vitória Conquista e fiquei escondido em um hotel no centro”, falou o assassino confesso.

O delegado Delmar Bittencourt, de Porto Seguro, ainda analisa se o crime foi motivado pelo interesse em roubar ou se foi passional. Ainda segundo o delegado, Luan planejava fugir para o Mato Grosso.

O acusado, que não tinha passagem pela polícia e é mecânico, deve ser encaminhado nesta quinta-feira (21/11) para o presídio de Eunápolis.

Sobre a repercussão do crime em toda da Bahia, Luan deixou uma mensagem para os fãs e parentes do dançarino: “Sinto muito. Só fiz para me defender. Não queria ter feito isso”, finalizou.

“Lady Butterfly”, cujo nome era Daniel de Oliveira, foi morta a facadas na madrugada da segunda-feira, em seu apartamento. Fonte: Radar64