Jovens são abordados pela Ceto, mas, ação vira “culto”

Por volta das 22h30 de segunda-feira, 28 de julho, uma guarnição de policiais militares da Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto) abordaram dois jovens em atitude suspeita nas imediações da Igreja Assembleia de Deus no bairro Bela Vista. Com eles, os policiais não encontraram nada. Mas, ao serem questionados, assumiram que fizeram um assalto há alguns dias.xadriano1.jpg.pagespeed.ic.F4C_CqAkJ-

No momento, passava o pastor Joel, da Assembleia, que reconheceu os jovens como ex-participantes da igreja. O pastor perguntou aos policiais se podiam orar pelos jovens e os militares permitiram. Outros irmãos da igreja se aproximaram e fizeram um rápido culto, com músicas e oração. Os menores levantaram as mãos e aceitaram voltar para a igreja.

Como não foi encontrado nada com os jovens e diante do arrependimento deles, os policiais não os conduziram para a delegacia.

O fato chamou a atenção, os jovens se ajoelharam, choraram e oraram com fervor. “Em tempos tão difíceis, de tanta violência, a esperança de que é possível o arrependimento em Deus tem que prevalecer em nossos corações”, disse uma testemunha. Fonte: Edvaldo Alves/Liberdadenews