Homem é morto no centro de Eunápolis; corpo foi jogado de carro

Um homem foi baleado no fim da tarde desta segunda-feira (6/4) na rua Floriano Peixoto, no centro de Eunápolis. Ele ainda foi levado para o Hospital Regional, mas, não resistiu aos ferimentos e morreu antes de receber os primeiros atendimentos médicos.morto eunapolis

Segundo as informações, trata-se de Maílson Souza Lira, de 28 anos, mais conhecido como “Kiko” ou “Galego”. Ele tinha mandado de prisão expedido pela justiça criminal do município de Santa Luzia, no sul da Bahia, por suspeita de assaltos a casas lotéricas e arrombamentos de caixas eletrônicos.

Conforme os agentes, Maílson morava em Porto Seguro, de onde teria fugido, pois era suspeito de envolvimento na morte de um jovem de 15 anos, filho de um cigano.

Fugia da polícia

A Polícia Civil informou que Maílson estava escondido há dois dias em um apartamento na avenida Conselheiro Luís Viana, no centro de Eunápolis. Os policiais disseram que foram ao local – onde o acusado estava com a mulher, para cumprir o mandado de prisão.

Ao ver que a polícia estava na porta, Maílson fugiu por uma janela e pulou nos tetos da concessionária da Honda e de outras residências, até conseguir entrar em uma casa na rua Castro Alves, onde obrigou um morador a lhe dar um agasalho e a verificar se havia algum policial do lado de fora.

Pouco tempo depois, os policiais, que já vasculhavam o quarteirão à procura de Maílson, ouviram muitos disparos de arma de fogo. “Ao chegarmos à rua Floriano Peixoto o avistamos caído no chão, já ferido”, disse um agente.

Populares contaram para a Polícia Civil que logo depois que saiu da casa Maílson entrou em um carro. “A impressão é que o motorista do veículo estivesse dando fuga a ele”, contou um popular. Mas, nas proximidades do Hotel Brasil Itália a vítima teria sido vista sendo jogada de dentro do carro. O corpo apresentava diversas perfurações de arma de fogo no rosto.

“Alguns dos tiros foram disparados à queima-roupa (curta distância), o que nos leva a suspeitar que a pessoa que já estava dentro do carro atirou nele e depois jogou o corpo na rua”, frisou o agente.

Os policiais acreditam que a pessoa que matou Maílson já estivesse circulando pela rua, à sua procura, e quando se deparou com ele fugindo, quis ajudá-lo a escapar, apenas com o pretexto de matá-lo mais adiante.

No local onde o corpo foi encontrado a polícia recolheu sete cápsulas de pistola calibre 380. No apartamento os policiais apreenderam um cartão de uma conta bancária na Caixa Econômica Federal e diversos comprovantes de depósito em benefício de outra pessoa, além de sete telefones celulares, pouco mais de R$ 800,00 em espécie e uma cédula de 50 Euros. Também foi apreendido um carro modelo HB20, cor preta, placa OUS-4649.

Maílson era natural de Itabuna, mas já tinha sido preso em Porto Seguro, em 2009, por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Em 2003, na cidade de Itabuna, ele sofreu uma tentativa de homicídio, levando um tiro na perna. Fonte: Radar64