Homem é morto e jogado em local de difícil acesso em Porto Seguro

A polícia de Porto Seguro precisou contar com o apoio do Corpo de Bombeiros para remover o corpo do ajudante de pedreiro Fabrício Pereira de Almeida, 18 anos, em um local de difícil acesso no Loteamento João Carlos.

O corpo da vítima, localizado por volta das 11h da manhã desta terça-feira (15), apresentava mais de 11 facadas, principalmente na cabeça e no pescoço.mosaico_menor

Fabrício, que estava desaparecido desde o dia anterior, pode ter sido morto por causa de uma discussão com traficantes do bairro, conforme informou o delegado Delmar Bittencourt e jogado perto de um riacho.

Ainda de acordo com o delegado, a Polícia Militar apreendeu um adolescente de 14 anos que ao ser interrogado na delegacia confessou envolvimento no assassinato.

“Os demais coautores do crime já foram identificados e qualificados, por meio de diligências conjuntas das polícias civil e militar. Estamos representando pelas prisões preventivas de todos”, declarou o delegado Delmar.

Quanto ao adolescente em conflito com a lei, o delegado lavrou auto de apreensão em flagrante equivalente ao crime de homicídio. Os demais acusados estão sendo procurados.

A polícia apura se os assassinos de Fabrício têm também envolvimento na morte do pai de Santo Egenildo Santos Silva, no começo do mês, no mesmo local. Mais conhecido como Pai Gildo, o pai de santo foi atingido por tiros, espancado e teve o corpo parcialmente queimado. Fonte: Radar64