Homem é morto a caminho do trabalho em Eunápolis

ir-pro-trabalhoO trabalhador rural Erisvaldo Campos Oliveira, de 32 anos, foi morto a tiros por volta das 5h da madrugada desta terça-feira (3) na cidade de Eunápolis.

A polícia ainda não sabe o que teria motivado a morte de Erisvaldo, que estava indo para a colheita em uma fazenda de café do município.
O homem foi baleado na ladeira que faz a ligação dos bairros Vista Alegre e Juca Rosa. Segundo os peritos, foram nove tiros: Seis na cabeça, dois no ombro e um na mão esquerda.
A mulher de Erisvaldo, que esteve no local do homicídio, contou que o casal tinha quatro filhos pequenos. O mais velho tem oito anos e o mais novo dois meses.
O delegado Alberto Passos de Melo, que fez o levantamento cadavérico, disse que foram encontrados dois projéteis de revólver, mas ainda não foi possível precisar o calibre da arma.
Pela quantidade de tiros, o delegado acredita que foram dois bandidos que dispararam ou então apenas um criminoso, que pode ter recarregado o revólver, o que, em sua opinião, é menos provável.
Dentro da pochete de Erisvaldo a perícia encontrou uma trouxa de maconha, o que leva a polícia a suspeitar que o trabalhador fosse usuário de drogas.
A mulher falou ainda que quando ouviu os tiros foi até a ladeira e encontrou o marido morto. Ela disse também que desconhecia o envolvimento de Erisvaldo com drogas ou outros crimes. Os policiais não encontraram testemunhas.
Erivaldo fazia o mesmo trajeto todos os dias. Saía de casa, no Vista Alegre e ia até o Juca Rosa embarcar no ônibus que a fazenda disponibiliza para levar os trabalhadores para o cafezal. Fonte: Radar 64