Gerente de fazenda pode ter sido morto por populares de Nova Brasília

O administrador de Nova Brasília, no município de Mucuri, Paulo Sérgio Ferreira Reis, o “Sérgio de Nova Brasília”, 45 anos, foi executado com dois tiros no tórax na frente da sua Mercearia no centro do distrito, na noite da última sexta-feira (8/11). Os autores do crime foram identificados como sendo um elemento conhecido por “Ceará” que promoveu a execução e o seu filho Devanildo que deu apoio ao pai para a realização do assassinato. Como Sérgio era uma pessoa muito querida, a sua morte causou uma revolta na população da região.torturado

Na noite do último domingo (10/11), três homens armados invadiram a casa do gerente da Fazenda Santa Celina, também na vizinhança de Nova Brasília e torturaram toda uma família. O gerente da fazenda, sua esposa e um casal de filhos adultos foram violentamente torturados. Por último os homens amarraram as pernas, mãos e amordaçaram o gerente Luiz Martins da Costa, 59 anos, um capixaba de Colatina e o executaram disparando dois tiros fatais contra sua cabeça.

O delegado Charlton Fraga, titular da Polícia Civil de Mucuri, explica que o criminoso “Ceará” é casado com a mãe do casal de filhos do gerente Luiz Martins, do qual era ex-mulher. No domingo durante o dia, a esposa de Ceará mandou um recado que o filho Diego fosse a sua casa porque deseja vê-lo urgente e lá chegando, à mãe avisou o filho que o marido “Ceará” teria assassinado o administrador de Nova Brasília e havia fugido na companhia do filho dele e enteado dela. E por circunstância desconhecida o rapaz (Diego) trouxe da casa da sua mãe a motocicleta do marido dela (Ceará) e a levou para casa do seu pai Luiz Martins, na Fazenda Santa Celina.

Foi nesta condução da moto que a população de Nova Brasília interpretou que a família de Luiz Martins estaria protegendo o “Ceará” e a condução da motocicleta de um ponto para outro seria uma forma de levá-la até o assassino para continuar a fuga. Foi quando à noite, três homens encapuzados invadiram a casa do gerente e queriam que a família falasse onde estava “Ceará” e como ninguém sabia do seu paradeiro e nem contato do criminoso poderia ter, sendo que ele é apenas marido da sua ex-mulher, Luiz Martins acabou assassinado em total inocência no caso, como acredita-se.

O delegado Charlton Fraga salienta que o assassinato do administrador “Sérgio de Nova Brasília” está elucidado com autoria definida e só falta prender os criminosos (Ceará e Devanildo) que estão foragidos e só com suas prisões será possível esclarecer os motivos que os levaram a cometer o assassinato. Já em relação à tortura até a morte do gerente Luiz Martins, o delegado informa que dois dos três criminosos já foram identificados e são todos moradores do distrito de Nova Brasília, que agiram impulsionados pela fúria das pessoas que estavam revoltadas com a ocorrência do primeiro homicídio. Por Athylla Borborema/TN

Matéria relacionada:

Gerente de fazenda é torturado e morto na frente da família em Mucuri