Fifa admite que estádios de Curitiba e Cuiabá não ficarão prontos no prazo

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, admitiu nesta terça-feira que os estádios de Cuiabá e Curitiba não ficarão prontos no prazo estabelecido pela entidade.

Na edição desta terça-feira, a Folha revelou a preocupação da cúpula da entidade com as duas arenas. A Fifa havia estabelecido que todos os estádios teriam que estar prontos no dia 31 de dezembro.

“Curitiba é o estádio em que enfrentamos mais problemas. Não vai ser entregue antes do final de fevereiro de 2014, e isso é fato. Enfrenta alguns problemas, nos organizamos para o estádio ser entregue até fevereiro e vamos aumentar a mão de obra para as estruturas temporárias serem construídas”, disse o cartola, acrescentando que o estádio do Mato Grosso também preocupa os organizadores do Mundial.

Obras da Arena Pantanal, em Cuiabá, para a Copa do Mundo de 2014
Obras da Arena Pantanal, em Cuiabá, para a Copa do Mundo de 2014

O estádio de Cuiabá não será entregue antes da última semana de janeiro. O principal problema é a instalação dos assentos.

Em setembro, uma investigação do Ministério Público do Estado apontou superfaturamento na aquisição das cadeiras da Arena Pantanal.

A compra dos assentos custaria R$ 19,4 milhões, valor considerado abusivo pelo Ministério Público.

Só em novembro, depois de explicações apresentadas pelo governo estadual, concluiu-se pela inexistência de irregularidades, e a aquisição das cadeiras foi liberada.

Já a situação da Arena da Baixada é apontada dentro da Fifa como ainda pior.

O estádio de Curitiba foi um dos últimos a iniciar as obras de adaptação para receber os jogos da Copa e ainda está com 83% da reforma concluída, também de acordo com a matriz de responsabilidades do governo federal.passa por problemas no financiamento da obra.