Wamevo Santos Cardoso foi velado na Primeira Igreja Batista de Teixeira de Freitas (Pibatef), o corpo chegou a cidade na noite de quinta-feira, 16 de março.

O cabeleireiro que residia no Centro de Teixeira, foi morto durante um assalto na tarde de quarta, em uma Praia em Manguinho, na Serra. Ele reagiu ao crime e foi atingido por dois tiros.

Debaixo de muita dor e tristeza, o corpo de Wamevo foi sepultado no final da manhã desta sexta-feira, 17. Abalados, parentes e amigos acompanharam o cortejo e sepultamento no cemitério Jardim Saudade.
Em entrevista à Gazeta Online, a esposa da vítima, a esteticista Maridia Vieira de Jesus, 37 anos, contou que Wamevo era alegre, amigo, trabalhador, sonhador. “Queria fazer um curso de cosméticos na França”.

Maridia contou também, que o cabeleireiro já foi assaltado outras vezes, mas nunca reagiu. “Eu não entendi porque ele reagiu desta vez. Acredito que foi para defender a família”, disse ela reafirmando o desejo de justiça.

Na noite desta quinta-feira, a Divisão de Crimes Contra o Patrimônio da Polícia Civil, divulgou o retrato-falado do suspeito do latrocínio.

Denúncias podem ser feitas gratuitamente e anonimamente pelo Disque-denúncia 181. O sigilo é garantido.