Falta de informação gera filas e tumultos nos PSFs de Teixeira

Tire suas dúvidas sobre quem deve ou não tomar a vacina

A população teixeirense está em polvorosa com a notícia de surto de febre amarela no vizinho estado de Minas Gerais e recentes relatos de suspeitas na região Extremo Sul, inclusive, no município – foram descartadas após exames laboratoriais.

A Secretaria de Saúde do município divulgou um cronograma com os dias em que cada Posto de Saúde da Família (PSF) ofertará a vacina, no entanto, a ausência de informações mais precisas tem causado extensas filas e tumulto em alguns PSFs.

Denúncias dão conta de mau atendimento no PSF do Ouro Verde, por exemplo. Em uma rede social, uma internauta alega ter ido algumas vezes e não ter sido informada da necessidade de senhas para receber a vacina. Além disso, cabe salientar que é preciso informar à população quem DEVE tomar a vacina e quem NÃO DEVE, a fim de evitar as extensas filas que estão se formando nas unidades de saúde, com muita gente que chega antes de 4 da madrugada para saber que já está protegido contra a doença; alguns, com crianças.

Nossa reportagem esteve no PSFs 3 em 1, do Luís Eduardo Magalhães, um dos maiores da cidade, na manhã desta sexta-feira, 20 de janeiro, onde a fila tinha mais de 200 pessoas, dentre elas, idosos, gestantes e crianças, muitas, se sentindo mal devido ao Sol, que, nesta época do ano, já incomoda desde as 6 da manhã. Contamos 50 pessoas que chegaram antes das 5 horas – delas, mais de 30, antes de 4, conforme relataram. Após as 5 horas, foi impossível contar, pois não paravam de chegar.

As fichas, neste posto, foram entregues, às 7h, pelo guarda, que, obviamente, não poderia olhar as cadernetas de vacinação e descartar os que não precisariam da vacina, oferecendo as fichas a outros. São, no total, 90 fichas/dia: 45 são atendidas de manhã, a outra metade, à tarde.

Após recebimento da ficha, uma agente de saúde passou na fila orientando sobre a necessidade ou não da vacina, no que ficaram esclarecidos alguns pontos:

Crianças entre 9 meses e 4 anos: se tem menos de 4 anos, mas, tomou a primeira dose, aos 9 meses, não precisa. Se tem 4 ou mais e tomou as duas doses, também está imune. Grávidas, lactantes, lactentes menores de seis meses, alérgicos a ovos e pessoas que vivem em áreas sem registro do vírus e idosos não devem tomar a vacina.

Deve tomar a vacina contra a febre amarela: morador de município com o vírus circulando ou visitante desses lugares, bem como pessoas que vão viajar para áreas de risco, ou, que não tenha recebido as duas ou nenhuma dose da vacina.

Você está imune?

A Organização Mundial de Saúde (OMS), com base em estudos, afirma que uma única dose da vacina protege o individuo por toda vida. No entanto, por cautela, no Brasil, adota-se no calendário de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS), duas doses, uma aos 9 meses, a última, aos 4 anos.

Especialistas brasileiros consideram que a imunização em duas doses é uma estratégia de prudência. Pela recomendação do Ministério da Saúde, a primeira dose garante proteção por dez anos. Mas, para uma imunização definitiva, para toda a vida, é preciso aplicar uma segunda dose, de reforço. Por isso, pessoas que não tenham sido vacinadas na infância, por exemplo, tomam uma dose e, dez anos depois, a última, se tornando imune à doença para o resto da vida.

Em nota no dia 18 de janeiro, o Ministério da Saúde justifica as duas doses como uma medida extra de segurança.

“O esquema adotado pelo Ministério da Saúde de manter a dose de reforço é uma medida a mais de segurança para evitar a transmissão da doença, visto que não há estudos locais que comprovem a eficácia de apenas uma dose na população brasileira, até o momento”, diz a nota.

Teixeira não é zona de risco

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que não há motivos para alarde no Estado e divulgou a lista com os 45 municípios em que devem ter uma atenção redobrada contra a doença, todos próximos ao leste mineiro, região do surto; Teixeira de Freitas não consta na lista.  Por Carla Félix/ Pauta Diária