Ex-assessora acusa vereadora Oneidi de extorsão

OnediA denúncia foi protocolada na Câmara Municipal de Vereadores de Teixeira de Freitas na última sexta-feira, 12 de setembro. De acordo com a advogada Cláudia Santos Neves, a vereadora Oneidi Alves de Souza teria praticado crime de extorsão se apropriando indevidamente de parte do seu salário como assessora.

Segundo a denúncia que foi endereçada ao presidente da Câmara Ronaldo Baitakão, Cláudia teria sido convidada para trabalhar como assessora parlamentar em fevereiro de 2014, mas, só foi contratada oficialmente em 1º de abril com a matrícula 000370, por indicação da própria vereadora.

Apesar de receber mensalmente R$2.950,00, a denunciante alega que ficava apenas com R$ 1.000,00. O restante do valor, R$ R$1.950,00, eram repassados para a vereadora que exigiu logo após a publicação da admissão de Cláudia, que a referida quantia fosse entregue em mãos, sem intermédio de transferência bancária.

A prática, que acontecia sob pressão da vereadora, não durou muito tempo. A ex-assessora decidiu não fazer mais os repasses, e acabou sendo exonerada, segundo ela, a pedido de Oneidi. Em 3 de setembro, a vereadora apresentou um requerimento pedindo a exoneração de Cláudia e a nomeação de um novo assessor.

Segundo Oneidi, a denúncia é infundada e seria fruto de uma insatisfação da ex-assessora por conta da sua demissão.

Ainda de acordo com a edil, ela teria pago do próprio bolso os dois primeiros meses de trabalho, o que não justificaria a exigência de parte dos valores dos meses seguintes. Oneidi disse também que seus advogados estão aguardando a apresentação de provas para o suposto caso de extorsão para então tomar providências. Uinderlei Guimarães/Sulbahianews

Foto: BahiaNotícias
Foto: BahiaNotícias
Foto: BahiaNotícias
Foto: BahiaNotícias
Foto: BahiaNotícias
Foto: BahiaNotícias