Eunápolis: familiares tentam impedir transferência de presos

A Polícia Militar precisou intervir no protesto que familiares de detentos fizeram na tarde desta terça-feira (29/4) em frente ao presídio de Eunápolis. Os manifestantes tentaram bloquear a estrada, tocando fogo em galhos de árvore e em pneus para impedir a saída do ônibus com os internos que serão transferidos para outra unidade prisional.Familiares de presos em Eunápolis

Segundo a Polícia Militar, 20 detentos, que participaram da rebelião de segunda-feira (28), seriam levados para outra unidade prisional, cuja localização não foi divulgada por motivos de segurança.

A transferência foi adiada para a manhã de quarta-feira (30/4). O major Cléber Santos, comandante da 7ª CIPM, informou que, devido aos contratempos, houve um atraso e não seria seguro o transporte ocorrer durante a noite.

O motim de segunda-feira resultou na morte de seis presos. Outros sete ficaram feridos sem gravidade.

O major Gilson Paixão, diretor do presídio, afirmou que as visitas estão suspensas por causa dos estragados no presídio. “Só quando a unidade for recuperada, para segurança dos visitantes, dos internos e da administração”, disse.

Relação dos presos que serão transferidos:

Erlan Pacheco Noronha

Joabe Santos Souza

Jeifson de Jesus Souza

Ramon Marinho Rodrigues

Walace Nascimento Do Carmo

Igor Santos Miranda

Michael Antônio da Silva

Elyomar Marques dos Santos

Marcos Vinício Tenório Prates

José Maria Cláudio Nascimento

Daniel Costa Leite

Fernando Correia Santos

Adonias de Souza Moura Neto

Gesiel Gonçalves de Oliveira

Luan Santos Gonçalves

Silas Aquino Fernandes

Edcarlos Ferreira Santos

Ornilo Palmeiras Jorge

Gilmar Barbosa de Oliveira Júnior

Grielicon de Jesus Neves

Fonte: Radar64