Estudante é esfaqueado na saída de escola em Itanhém

O homicídio tentado aconteceu na noite de segunda-feira, 23 de maio, na saída do período de aulas da Escola Estadual Polivalente, em Itanhém, e a vítima foi o estudante Mateus Sousa Nascimento, de 19 anos, morador no bairro São João. Segundo testemunhas, Mateus se envolveu numa discussão com outros dois alunos ainda no interior da escola e os agressores, assim que finalizaram as aulas, aguardaram o desafeto do lado de fora e o atacaram com golpes de faca e pau.

polid-1200x545_c

Atingido por três facadas, inclusive um na região do pescoço, Mateus foi socorrido por populares até o Hospital Maria Moreira Lisboa, na própria cidade de Itanhém. Ele recebeu atendimento médico, passou por uma pequena cirurgia e permanece internado. Não foi divulgado o seu estado de saúde.

Pouco tempo depois os policiais militares que atuam no Pelotão de Itanhém conseguiram apreender os autores do ataque. São dois adolescentes de 17 anos, que após serem apreendidos, terminaram apresentados ao delegado Jorge Nascimento, titular da Polícia Civil no município de Itanhém. O Ministério Público vai decidir nos próximos dias o futuro dos infratores. (Por Ronildo Brito)

Violência

 O tema da violência tem sido muito retratado na arte, como nesta pinturade Domenico Zampieri (1581-1641)

Violência é um comportamento que causa intencionalmente dano ou intimidação moral a outra pessoa ou ser vivo. Tal comportamento pode invadir a autonomia, integridade física ou psicológica e até mesmo a vida de outro. É o uso excessivo de força, além do necessário ou esperado. O termo deriva do latim violentia (que deriva de vis, força, vigor); aplicação de força, vigor, contra qualquer coisa.

Assim, a violência diferencia-se de força, embora sejam palavras que costumam estar próximas na língua e pensamento cotidianos. Enquanto que “força” designa, em sua acepção filosófica, a energia ou “firmeza” de algo, a violência caracteriza-se pela ação corrupta, impaciente e baseada na ira, que convence ou busca convencer o outro e, simplesmente, o agride.

Existe violência explícita quando há ruptura de normas morais sociais estabelecidas a esse respeito: não é um conceito absoluto, variando entre sociedades. Por exemplo, rituais de iniciação podem ser encarados como violentos pela sociedade ocidental, mas não pelas sociedades não ocidentais que os praticam.