Estelionatário recolhe dinheiro para aluna doente que não existe em Itamaraju

Na manhã deste sábado, dia 18 de julho, comerciantes de Itamaraju, indignados com a ação de um estelionatário, entraram em contato com a redação do Teixeira News (WhatsApp – 73 9917-7501), denunciando que um indivíduo bem vestido, com vocabulário de uma pessoa esclarecida, vem arrecadando valores nos estabelecimentos comerciais, dizendo que o dinheiro é para custear o tratamento de uma aluna.estelionato

Primeiro ele relata às vítimas que já procurara a Prefeitura Municipal e Câmara de Vereadores, mas os órgãos teriam negado apoio e logo em seguida, solicita uma doação de qualquer valor, sempre enaltecendo que a população da cidade é composta de pessoas de bom coração. Para frisar a seriedade do caso o elemento mostra aos comerciantes uma quantia grande de dinheiro arrecadado.

Em Itamaraju ele informou ser professor da Escola Municipal Duque de Caxias e diz que a suposta aluna enferma estudaria no mesmo estabelecimento de ensino teria 15 anos de idade. Para chocar o espertalhão ressalta que a garota teria poucos meses de vida casa não seja submetida um tratamento relativamente caro. Desconfiado um dos comerciantes telefonou para a escola e descobriu o golpe.

A direção da escola já procurou a Delegacia da Polícia Civil, onde registrou uma ocorrência denunciando o estelionato. Conforme informações prestadas pela diretora Elza Maria Prado, mais conhecida como Elzinha, na escola não existe qualquer aluna com 15 anos, todos são das sérias iniciais e muito menos com problema de saúde. Sobre o suposto professor, Elzinha relata que todo o corpo docente da Duque de Caxias é composto integralmente por professoras.

Um funcionário de uma das empresas visitadas pelo acusado gravou o momento da abordagem e a polícia não descarta a hipótese do estelionatário ter agido em outras cidades da região. Nas imagens, o acusado aparece mostrando maços de dinheiro. (Por Ronildo Brito)