Embasa segue desrespeitando e lesando população em Itamaraju

EmbasaCom a concessão de serviço vencida com o poder executivo municipal de Itamaraju (Prefeitura) desde  12/01/2012, a Empresa Baiana de Água e Saneamento- EMBASA, vem portanto operando em Itamaraju  há 16 meses sem nenhum respaldo legal para fornecimento de Água e Esgoto no município.

Se isso não bastasse a Autarquia EMBASA vem ultrajando a população cobrando em Itamaraju uma taxa de esgoto de 80% do valor da água consumida, e para agravar vários domicílios que não fizeram ainda suas ligações na nova rede de esgoto também está pagando a referida taxa de 80%.

Essa autarquia EMBASA mesmo recebendo 80% de taxa para coletar e tratar o esgoto vem esporadicamente jogando o esgoto sem tratamento, no rio jucuruçu. Isso já aconteceu no Conjunto Habitacional Vale do Jucuruçu, na estação elevatória nas proximidades do bairro primavera e esta acontecendo no bairro São Domingos.

No tocante a esgoto vale ainda acrescentar, que a cobrança se dá atropelando e descumprindo uma lei municipal aprovada em 2014.

Mas não para por ai!

Quem nunca presenciou pelas ruas da cidade buracos aberto não sinalizado por esta empresa? E pior depois de abertos estes mesmos buracos serem mal fechados depredando o pouco de urbanização existente na cidade.

Quantos itamarajuenses têm problemas periódicos com surpreendentes aumentos em suas contas de água sem nenhuma explicação?As contas simplesmente disparam, dobram e até triplicam de valor. Mas quando é feita a visita da equipe da embasa até o imóvel e não se constata vazamento, a EMBASA  lava as mãos e sugere ainda que o cliente que foi reclamar do aumento inexplicável, pague R$ 35,00 para aferir o hidrômetro.

Mas como pode? O hidrômetro é um equipamento da empresa, se um imóvel tem um aumento de consumo  e a equipe constata que não tem vazamento é lógico que o problema é no hidrômetro mas quem tem que pagar é o povo. Mas diante a tudo isso a pergunta principal é:

Onde estão as autoridades?

Câmara, Prefeitura, Ministério Público?

O que acontece que ninguém faz nada?

Porque uma empresa faz o que quer com dezenas de milhares de consumidores em Itamaraju, mesmo não tendo concessão publica para atuar? Como pode o Estado democrático de Direito permitir que o povo seja sistematicamente lesado de tantas maneiras por esta empresa (EMBASA) que pertence ao mesmo povo?!  Ornes Jr/Sulbahianews