Em Jucuruçu, Caravelas e Alcobaça Dilma tem maior percentual do Extremo Sul

A larga vantagem que a presidenta reeleita Dilma Rousseff conseguiu na Bahia e na região Nordeste do país frente ao candidato Aécio Neves (PSDB), foi fundamental para sua vitória. Também pesou a favor da petista sua frente em Minas Gerais, estado de origem do candidato tucano.

Dona DilmaNa região extremo sul, algumas particularidades marcaram a votação desse domingo, dia 26 de outubro, como são os casos dos municípios de Santa Cruz Cabrália e Itamaraju, onde a petista por pouco não acabou derrotada por Aécio Neves.

Dos 21 municípios da região, em Santa Cruz Cabrália, cidade governada pelo petista desgastado Jorge Pontes, foi onde Dilma obteve a mais apertada vitória frente ao candidato do PSDB. Enquanto Rousseff saiu com 5.625 votos (50,38%), Neves obteve 5.540 votos ou 46,62% da votação válida. Numericamente a diferença foi de apenas 85 votos em favor da petista.

Já em Itamaraju, que possui um eleitorado bem maior do que Cabrália, a votação acabou sendo proporcionalmente a segunda mais apertada do extremo sul. A presidenta reeleita Dilma Rousseff (PT), alcançou 14.715 votos, ou 51,49% dos votos válidos, enquanto Aécio Neves chegou a 13.865 votos, 48,51%. A diferença numérica foi de 850 votos em favor de Dilma. (Por Ronildo Brito)