Dilma despede-se de Márcio Thomaz Bastos em velório, ele tinha 79 anos

Marcio-Thomaz-BastosA presidenta Dilma Rousseff compareceu na tarde de hoje (20) ao velório do advogado e ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, falecido no período da manhã. A presidenta não falou com jornalistas e permaneceu por cerca de uma hora junto aos familiares na Assembleia Legislativa, onde o corpo é velado.

Dilma pediu para o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, falar em nome do governo. “O Brasil perdeu um grande homem. Um homem que lutou para a democracia, um homem que transformou o Ministério da Justiça, criando a possibilidade de nós termos uma Polícia Federal autônoma e republicana”, destacou.

“O Brasil perde uma grande referência na área jurídica. Nós perdemos um grande amigo e uma pessoa que, sem sombra de dúvidas, será insubstituível para todos nós de uma geração que convivemos com ele”, ressaltou.

Thomaz Bastos morreu na manhã de hoje (20), aos 79 anos. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês para tratamento de descompensação de fibrose pulmonar, de acordo com boletim médico do hospital do dia 18. Bastos foi ministro do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre os anos 2003 e 2007.