Detento mata colega de cela em Prado

Por volta das 20 horas de quarta-feira, 19 de fevereiro, a Polícia Civil do Prado tomou conhecimento de um homicídio ocorrido na carceragem da cadeia pública local. A delegada titular, Rosângela Sousa, compareceu à cela e juntamente com sua equipe fez o levantamento cadavérico. O Departamento de Polícia Técnica foi acionado e uma equipe foi deslocada para efetuar a perícia.
A vítima foi identificada como sendo Gerinaldo Moreira Fidelis, 24 anos, moradora da rua Antônio Miguel, distrito de Guarani, município de Prado. O autor do crime foi identificado como Fabrício Santos Belo, 18 anos, morador da rua Novo Prado, no mesmo município da ocorrência. Fabrício estava preso há aproximadamente 15 dias acusado de homicídio e entrou em desavença com o colega de cela [vítima]. autor
Os peritos Manuel Garrido e Everton dos Anjos fizeram a perícia e disseram que a vítima foi morta com um único golpe de instrumento perfuro-cortante (faca) no pescoço. O autor disse que tentou estrangular a vítima com um fio. Em seguida esquentou uma vasilha de água e jogou na cara do desafeto.detetno
Após a perícia, o corpo foi removido ao IML de Itamaraju, onde passará por exames necropsiais.
Segundo o acusado, ele teve uma desavença com Gerinaldo e ficou de olho nele. Depois conseguiu pegar uma faca de mesa que estava no “corró” e, após uma briga com a vítima, ele o golpeou com a faca. Fabrício disse ainda que fez o serviço sozinho, sem a ajuda dos demais colegas de cela. A delegada Rosângela Sousa instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias do crime. Fonte: Edvaldo Alves/Liberdadenews