Com delação de Palocci, aumenta pressão para ‘contenção de danos’

Citação de grandes instituições financeiras fazem o Planalto 'se mexer' para contornar a situação

Após a delação do ex-ministro Antonio Palocci, instituições importantes do sistema financeiro nacional entraram no foco da Lava Jato. Segundo especialistas, isso aumenta ainda mais a pressão do Congresso para conter os danos causados pela operação.

O Palácio do Planalto, por sua vez, já autorizou o Banco Central a firmar um acordo de leniência, segundo divulgado na coluna Painel da Folha de S. Paulo.

Palocci está em negociação avançada com a Lava Jato e espera-se que ele deixe a prisão nas próximas semanas.