Clássico: Matheus Santos foi o teixeirense a participar do Encontro Nacional de Violas

Responda com sinceridade. Você sabe diferenciar uma viola clássica de um violino no primeiro olhar? Pois é. A semelhança entre esses dois instrumentos, que pertencem a mesma família, acaba por muitas vezes colocar a viola clássica numa condição menos conhecida. Mas, em Belo Horizonte (MG), entre os dias 17 e 20 de Outubro, ela, a viola [e os violistas] foi a protagonista de um importante Encontro. E, para representar Teixeira de Freitas, o jovem Matheus Santos esteve presente. Ele é mais um dos talentos iniciados na música nos projetos sociais do ICED (Instituto de Cultura, Educação e Desenvolvimento). Para participar ele teve que ser submetido e aprovado em seletiva.

Voltando à questão da viola, cabe uma breve apresentação para sanar a confusão. Trata-se de um instrumento que se assemelha ao violino, tanto no visual, quanto na forma de tocar, mas seu som é mais encorpado, doce e menos estridente. Seu registro musical fica entre o violino e o violoncelo. Quem sabe muito bem manusear e diferenciar este instrumento, é o Matheus. Com seu talento e suas muitas horas de estudo e dedicação, ele foi um dos músicos a participar do VI ENVIO (Encontro Nacional de Violas).

Saiba +

Festival internacional oferece 60 concertos tendo o violoncelo como protagonista

O evento foi realizado pela Associação Brasileira de Violistas e contou com o apoio das Universidades Públicas de Minas Gerais: UFMG e UEMG. Um evento composto por concertos e muitas aulas, as chamadas “masterclasses”. Na pauta estavam assuntos ligados a administração, gestão em música, manifestações culturais e também história da música, com ênfase para os principais concertos de violas de 1919. Os concertos aconteceram no Auditório Conservatório Centro e Auditório Campus Pampulha.

Enquanto tudo acontecia, Matheus vibrava. “Foi nostálgico. Pessoas que me inspiram desde que eu comecei a entender de música estavam lá, eu estava com elas”, comemora o jovem teixeirense. “Eu tive a oportunidade de conhecer pessoas que eu não imaginei que iria conhecer”, continua ele que arremata “a música proporciona isso, como nos disse o Jairo [Chaves], músico que é um dos meus ídolos”.

Saiba +

Experiência para a vida toda: o 5º Encontro de Cordas deixou muito mais do que saudades

Grandes nomes da música clássica figuraram entre os convidados do ENVIO, como: Luciano Pontes, Jairo Chaves, Mariana Jellen, Ricardo Kubala, Rodrigo Santana, Leonardo Piermartiri, Ulisses Silva, Daphne Gerling, Emerson de Biaggi, Hella Frank, Carlos Aleixo dos Reis.

De volta a Teixeira de Freitas, Matheus foi recebido com carinho pela família e pela equipe do ICED. “Mateuzinho é um dos nossos orgulhos. Um menino cheio de bons valores, determinação e muito potencial”, descreveu o maestro Orley Silva. Em solo baiano, Matheus já começa a preparar a próxima aventura cultural, ao que tudo indica será pelos pampas, região do Sul do Brasil. Mas os detalhes ele ainda guarda para contar em um próximo momento.

Por: Michele Ribeiro