Caso do taxista assassinado com 31 facadas ainda é um mistério

taxista_assassinadoAinda é um mistério para a polícia mineira o assassinato do taxista Fábio Santana de Jesus, que residia em Nanuque-MG., e foi contratado por um elemento desconhecido para fazer uma corrida até Serra dos Aimorés, cidade também pertencente ao estado de Minas Gerais e que fica na divisa com a Bahia.

O frete foi aceito pelo taxista na quinta-feira do último dia 6 de novembro e na manhã seguinte o corpo do profissional acabou encontrado por policiais militares no km 3 da rodovia MG-713, no município de Serra dos Aimorés, próximo ao limite territorial com o município baiano de Ibirapuã, com 22 perfurações nas costas e 9 no pescoço e cabeça, possivelmente provocadas por faça ou outra lâmina cortante, como uma chave de fenda.

O carro do taxista mineiro foi localizado próximo ao corpo com vários amassados, indicando que a vítima tenha se envolvido em um acidente, supostamente ao tentar escapar dos criminosos ou os assassinos tentaram tentado destruir o veículo para apagar as provas do crime.

Após o achado o corpo foi removido ao IML de Nanuque, necropsia e liberado aos familiares para velório e sepulto. O crime causou grande comoção entre os moradores da cidade mineira e mesmo diante de várias diligências a polícia não conseguiu localizar e prender nem o contratante da corrida, tampouco um segundo elemento que o taxista Fábio teria que embarcar ao longo do trajeto. (Por Ronildo Brito)