Cacique Babau é preso suspeito às vésperas de audiência com Papa

babau
Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

Suspeito de participar do assassinato de um pequeno agricultor em fevereiro do ano passado, Rosivaldo Ferreira da Silva, conhecido como cacique Babau Tupinambá, entregou-se a Polícia Federal no último dia 24 após participar de audiência pública em Brasília.

Ele é um dos caciques que atuam no sul da Bahia, região da Serra do Padeiro, e ocupam fazendas para exigir do governo federal celeridade no processo de demarcação da Terra Indígena Tupinambá de Olivença.

Babau participaria de uma audiência com o papa Francisco para denunciar a violência contra os povos indígenas brasileiros. O mandado de prisão foi expedido há mais de dois meses antes, em fevereiro, pelo juiz da Vara Criminal da comarca de Una, no sul baiano.

O Conselho Indigenista Missionário (Cimi) acredita que a prisão é uma estratégia do governo para que o líder tupinambá não fizesse as denúncias em Roma, capital da Itália. Babu já havia sido preso em 2010 por comandar ocupações em fazendas de Ilhéu. Fonte: Agência Brasil