Bola de Ouro: Cristiano Ronaldo vence o prêmio pelo segundo ano consecultivo

cristiano_ronaldoCristiano Ronaldo continua sendo o melhor jogador do mundo. Pelo segundo ano seguido, o atacante levou a Bola de Ouro, prêmio conferido pela Fifa e pela revista francesa France Football nesta segunda-feira (11), em Zurique, na Suíça. É a terceira vez que o “gajo” fatura a honraria: Ronaldo também venceu em 2008 e no ano passado, e ficou em segundo lugar três vezes – em 2009, 2011 e 2012, quando foi superado pelo argentino Lionel Messi, com quem se alterna no posto de melhor do mundo desde 2008. Cristiano Ronaldo levou 37,66% dos votos, contra 15,76% de Messi e 15,72% do goleiro alemão Manuel Neuer, que ficou em terceiro lugar.

Na temporada passada, o português comandou o Real Madrid naquela campanha que ficou eternizada como “La Décima”: a décima conquista do time da Liga dos Campeões. O camisa 7 marcou um gol de pênalti na épica final, quando o Real venceu o rival Atlético por 4 a 1 só na prorrogação. Cristiano Ronaldo foi o artilheiro da competição, com 13 gols marcados. Ele também conquistou mais uma Copa do Rei, a segunda desde que desembarcou em Madrid.

A coleção de títulos de Ronaldo aumentou com a Supercopa Europeia, quando, em agosto, o Real Madrid superou o Sevilla, campeão da Liga Europa. Em dezembro, veio o campeonato mundial, faturado em cima do San Lorenzo.

Letal com a bola no pé, o faro de gols do melhor do mundo segue apuradíssimo: em 2013/2014, Cristiano Ronaldo marcou mais de um gol por jogo. Foram 61 bolas na rede em 60 jogos pelo Real Madrid e pela seleção portuguesa. Apesar de seu clube ter terminado em terceiro lugar no Campeonato Espanhol, Ronaldo foi o maior goleador do campeonato, com 31 gols.

O único fracasso de Cristiano Ronaldo no ano foi a Copa do Mundo: diferentemente do que fez em seu clube, o atacante teve atuação apagada e não conseguiu fazer sua seleção ir além da fase de grupos. Portugal, que estava na mesma chave da campeã Alemanha, ficou atrás até dos norte-americanos, e se despediu precocemente do Mundial. Ronaldo marcou apenas um gol na Copa do Mundo do Brasil.

Em seu discurso de agradecimento, Cristiano Ronaldo reconheceu que “este foi um ano inesquecível”: “Nunca pensei em ganhar três vezes esta bolinha. Agradeço a todos que acreditaram em mim: meu treinador, meus companheiros e meu presidente. Isto me dá motivação para continuar trabalhando mais. Espero alcançar o Messi já na próxima temporada”, avisou.

“Galáctico”

Cristiano Ronaldo começou sua carreira nas categorias de base do Sporting, de Portugal, aos 11 anos. Estreou como profissional com 16 anos, depois de passar por todas as divisões das categorias inferiores no mesmo ano. Destaque nos campos portugueses, chamou a atenção do Manchester United, que levou o atacante nascido na Ilha da Madeira para o futebol inglês em 2003.

O craque português teve uma passagem vitoriosa pelo United, sendo campeão da Copa da Inglaterra e da Supercopa da Inglaterra, bicampeão da Copa da Liga Inglesa, tricampeão do Campeonato Inglês, campeão da Liga dos Campeões da Europa e do Mundial de Clubes da Fifa. Em 2008, foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa e ficou com a Bola de Ouro da revista France Football – até então, tratavam-se de dois prêmios diferentes.

Em 2009, acertou sua tranferência milionária para o Real Madrid: o clube espanhol desembolsou R$ 94 milhões para contratar o jogador, naquela que é a segunda mais cara transferência do futebol mundial. Ronaldo entrou em campo pela primeira vez com a camisa 7 madrilenha em 29 de agosto do mesmo ano, marcando seu primeiro gol pelo clube contra o Deportivo La Coruña, em cobrança de pênalti.

Pelo Real Madrid, foi campeão da Liga dos Campeões, do Mundial de Clubes, do Campeonato Espanhol, da Supertaça Europeia, da Supercopa da Espanha e da Copa do Rei. É considerado o maior jogador português e já superou os gols marcados por Eusébio pela seleção: o lendário ex-jogador soma 42 gols, enquanto a estrela do atual selecionado contabiliza .

Com 29 anos, Cristiano Ronaldo já que balançou as redes 400 vezes nas 653 partidas que esteve em campo. Defendendo as cores do Madrid, já são 230 gols em 221 jogos, o que dá média de 1,04 gol por partida. Com esta estatística, Ronaldo já é o quinto maior artilheiro da história do clube, atrás de Puskás, Carlos Santillana, Di Stéfano e Raúl, nesta ordem.

O prêmio

Desde 2011, o prêmio de melhor jogador do mundo concedido pela Fifa foi unificado com a tradicional honraria Bola de Ouro, que era concedida pela revista francesa France Football desde 1956. Daí surgiu o prêmio Fifa Bola de Ouro. Na nova fase da honraria, um comitê da Fifa e um grupo de jornalistas da France Football formulam uma lista preliminar com 23 candidatos e candidatas ao prêmio de craque da temporada, no masculino e feminino. Entre os brasileiros, Neymar e Marta entraram na relação prévia.

Na fase seguinte, participaram 209 jornalistas, 209 capitães de seleções e 209 técnicos de times nacionais, que votaram em seus favoritos tanto entre os homens quanto entre as mulheres. Os três finalistas, que somaram o maior número de votos, foram anunciados em dezembro passado.